Huminutinho: de onde vem a batuta do maestro?
Especial

Huminutinho: de onde vem a batuta do maestro?

Publicidade

Ela não é exatamente uma varinha mágica, mas, em boas mãos, tem o poder de fazer um espetáculo de música clássica (ou de outro gênero musical) se tornar uma experiência fantástica. Não é à toa que a batuta é considerada a extensão do braço, do corpo do maestro; é esse esguio objeto o que torna possível a uma orquestra ou a um coral entender a dinâmica da canção executada. Antes de ela existir, os maestros usavam um barrete (isso mesmo) para marcar o tempo das músicas, mas isso o André Vasco explica melhor em Huminutinho.

HUMINUTINHO: A história do sintetizador, o instrumento que mudou o mundo

LEIA MAIS: André Rieu compra instrumentos novos para orquestra de músicos portadores de deficiência que foram roubados

O tamanho da batuta varia de 15 a 25 centímetros e ela é geralmente feita a partir de materiais leves como plástico ou madeira. A "varinha" auxilia o regente a ter uma melhor visualização do todo e contribui para os músicos — que chegam a ficar a até 30 metros de distância do maestro — também não se perderem durante as apresentações.

Maestro alemão Bruno Walter regindo uma orquestra em 1932 / Foto: Getty Images
Maestro alemão Bruno Walter regindo uma orquestra em 1932 / Foto: Getty Images

Assista:                                

Publicidade

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest