Huminutinho: o que é metrônomo, o marcador de tempo na música
Especial

Huminutinho: o que é metrônomo, o marcador de tempo na música

Invenção extremamente útil na música, talvez você não conheça o metrônomo pelo nome de batismo, mas é difícil nunca ter ouvido o som que ele emite por aí. Originalmente parecido com um relógio de mesa, esse dispositivo foi inventado por volta do século XIX por Dietrich Nikolaus Winkel (1777- 1826), um relojoeiro holandês, como um marcador de pulsos sonoros regulares. Peça-chave para acompanhar e não perder o tempo de uma canção, a engenhoca ganhou explicação especial de André Vasco em Huminutinho.

Apesar de ser utilizado desde Ludwig van Beethoven (1770- 1827 ) para marcar o tempo de melodias, nem todos os músicos gostam, se acostumam ou necessitam de um metrônomo para manter a regularidade entre compassos. Renato Russo (1960-1996), por exemplo, não se adaptava aos estalos secos e ritmadas do aparelho — como conta o produtor musical Carlos Trilha, 49 anos, em entrevista ao Reverb. O eterno vocalista da banda Legião Urbana preferia sinalizar a velocidade da canção por meio de batidas com o próprio pé no chão.

Metrônomo de mesa utilizado para marcar tempo de músicas / Foto: Getty Images
Metrônomo de mesa utilizado para marcar tempo de músicas / Foto: Getty Images

Inspiração para nome de banda britânica contemporânea (Metronomy), a engenhoca foi consequência de mais de dez séculos de descobertas. Em parte fruto das pesquisas do astrônomo Galileu Galilei (1564-1642) com pêndulos, os primórdios do metrônomo também passaram pelas mãos do musicista francês Étienne Loulié (1654-1702) e do inventor Johann Maelzel (1772 - 1838) antes de se transformar nas versões mecânica e eletrônica conhecidas hoje.

André Vasco dá mais detalhes sobre esse mecanismo musical em Huminutinho:

Canais de Marcas

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest