Iron Maiden 'briga' com o Metallica para ser o maior grupo de metal da história, diz autor de 'atlas' sobre a banda inglesa
Entretenimento

Iron Maiden 'briga' com o Metallica para ser o maior grupo de metal da história, diz autor de 'atlas' sobre a banda inglesa

“O mais famoso jornalista de heavy metal do mundo” lança “o definitivo e mais completo guia sobre o Iron Maiden”. A apresentação, cheia de superlativos,parece exagerada, mas é bastante precisa para apresentar Martin Popoff e o livro ilustrado que celebra os mais de 40 anos da banda. "2 Minutes to Midnight: Atlas Ilustrado do Iron Maiden — O definitivo e mais completo guia sobre a banda" coloca em uma linha do tempo os principais acontecimentos na história do grupo liderado por Bruce Dickinson. O livro foi lançado em 2013 e, agora, chega ao Brasil em sua versão traduzida, com 256 páginas, pela editora Valentina.

“2 Minutes to Midnight”, nome em alusão à música homônima que integrava o álbum "Powerslave" (1984), é o resultado de uma extensa pesquisa feita por Martin. O autor entrevistou integrantes e ex-integrantes da banda, assim como membros da equipe e do universo por trás do Iron Maiden, como Derek Riggs, criador do mascote Eddie.

“A grande inovação foi o quão fresca, estranha e inesperada foi a capa do primeiro álbum (em que Eddie aparece pela primeira vez). A maioria das bandas pensaria que algo assim era muito extravagante e caricatural, mas por isso é que foi inovador. E acabou sendo uma ideia brilhante ter um mascote da banda. Eles foram capazes de trazê-lo imediatamente ao palco, com apenas um roadie com uma máscara, e depois tudo ganhou forma. Foi então que eles estabeleceram a forte identificação da marca de usar Eddie o tempo todo. Além disso, ele tinha uma personalidade interessante, não particularmente assustadora, e meio que parecia um dos headbangers. Por isso, foi fácil se identificar com ele e também, como eu digo, não ter medo ou não gostar dele”, diz.

‘2 Minutes to Midnight’: livro de Martin Popoff chega ao Brasil em versão traduzida / Foto: Divulgação
‘2 Minutes to Midnight’: livro de Martin Popoff chega ao Brasil em versão traduzida / Foto: Divulgação

Em meio a tantas pesquisas, Martin se sente confortável para definir como o Iron Maiden deve ser visto pelas próximas gerações. “Eles devem ficar marcados na história como a maior banda de heavy metal de todos os tempos”, diz o autor, em entrevista por e-mail dada ao Reverb. Para ele, a banda ainda encontra certa “competição” para o posto no Metallica, mas leva a melhor pelo conjunto da obra. "Eu até gosto mais do repertório de outras bandas e, mesmo com o quociente 'considerando o conjunto da obra', eles estão brigando com o Metallica. Mas, sob certas medidas, como o pacote completo, elas devem ser a maior banda de heavy metal de todos os tempos."

Na linha do tempo criada para narrar a história, Martin dá destaque para as décadas dos anos 2000. “Elas foram muito importantes para que eles conseguissem mostrar que o sucesso que alcançaram nos anos anteriores não foi mero acaso ou uma série de acidentes felizes. Todo mundo sabe que os anos 1980 foram aqueles em que eles apresentaram seus trabalhos mais importantes, mas, considerando tudo, os anos 2000 foram fundamentais para que eles fiquem marcados como a maior banda de heavy metal de todos os tempos”, reflete Martin.

O jornalista canadense está mais do que habituado com o universo do gênero musical. Ele é autor de mais de 40 livros sobre hard rock, heavy metal e rock clássico. Em “2 Minutes”, Martin conta algumas de suas histórias favoritas, relatos que recolheu de encontros ao longo de anos.

“Me lembro de uma entrevista com o Bruce em um grande show de verão aqui em Toronto (onde Martin vive). Ele pegou um pão e ketchup puro e fez um sanduíche sem nada mais e sem reclamar. Era ketchup no pão apenas. Terminamos a entrevista e ele abre a porta do camarim para sair, quando vê carne, alface e todos os outros acompanhamentos para o sanduíche do lado de fora em uma bandeja grande e enorme. Ele apenas olhou para aquilo e disse algo como: ‘Hum, então isso tudo estava aqui?’', e saiu cantarolando uma música feliz”, lembra. “Esses caras são o sal da terra. Steve é exatamente da mesma maneira. Todos eles parecem muito gratos por estarem onde estão”, conclui.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest