James Brown, Nina Simone, Marvin Gaye... Festival de Montreux libera 50 shows históricos no streaming
Coronavírus

James Brown, Nina Simone, Marvin Gaye... Festival de Montreux libera 50 shows históricos no streaming

Quem está de quarentena acaba de ganhar mais uma opção de entretenimento musical. O tradicional Festival de Jazz de Montreux liberou mais de 50 performances históricas apresentadas ao longo de suas edições. No line-up online, estão shows de gigantes como Johnny Cash (1932-2003), Nina Simone (1933-2003), Marvin Gaye (1939-1984), James Brown (1933-2006) e muitos outros. O serviço é gratuito pelo período de um mês.

A decisão de tornar o material disponível online aconteceu por conta da crise instaurada com o avanço do novo coronavírus pelo mundo. Milhões de pessoas têm se resguardando em casa para evitar uma propagação ainda mais devastadora da pandemia

Nina Simone em apresentação no Festival de Jazz de Montreux, em 1976 / Foto: Reprodução
Nina Simone em apresentação no Festival de Jazz de Montreux, em 1976 / Foto: Reprodução

“Durante esse período sem precedentes, fãs vão ter a chance de reviver performances icônicas de alguns de seus artistas favoritos dentro de suas próprias casas”, diz o comunicado enviado pela produção do festival à imprensa. “A seleção inclui o show do padrinho do soul, James Brown, que tocou no festival em 1981, além da lendária Nina Simone, que se apresentou em 1976. Admiradores também vão aproveitar o show de Johnny Cash em 1994, além da apresentação do revolucionário grupo de hip-hop Run-DMC, em um show eletrizante em 2001.”

A edição de 2020 do festival, a 54ª de sua história, está prevista para começar no dia 3 de julho. Apesar da atual situação, a data, por enquanto, está mantida. A produção do evento decidiu apenas adiar o anúncio do line-up de artistas que devem se apresentar. Os nomes deveriam ter sido divulgados nesta quinta-feira, 26.

O festival de Montreux acontece anualmente desde 1967. Os maiores nomes da música mundial já se apresentaram na cidade suíça. Entre eles, João Gilberto (1931-2019), que, em 1985, gravou seu famoso álbum duplo “Live in Montreux” lá. Com clássicos como “Garota de Ipanema” e “Aquarela do Brasil”, o disco é um belo registro do cantor e violonista em sua maturidade.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest