Jessie J chora ao tocar piano e fala sobre saúde mental: 'A vida é curta e sempre fica melhor'
Inspiração

Jessie J chora ao tocar piano e fala sobre saúde mental: 'A vida é curta e sempre fica melhor'

De vez em quando, artistas ou indivíduos com grande número de seguidores nas redes sociais precisam tirar um tempo para "desintoxicar". Afinal, deve ser complicado falar com tantas pessoas diferentes ao mesmo tempo, ainda mais quando, na vida pessoal, as coisas não andam tão fáceis. Foi o caso da cantora britânica Jessie J, que perdeu o segurança e amigo no ano passado. Por conta disso, ela andou um pouco afastada do universo online, mas ressurgiu cheia de esperança, com uma mensagem otimista e emocionante aos fãs no Instagram.

Em uma publicação, Jessie aparece sem maquiagem, bem à vontade em sua casa tocando piano. Logo no começo do vídeo — que antes de ser lançado no feed, fazia parte de uma live —, ela se emociona enquanto canta uma canção desconhecida. Mas essa nem é a melhor parte do post. A legenda é o que nos fez ficar com os olhos cheios d'água.

Faça qualquer coisa para entender e processar suas emoções: pinte, cante, ande, escreva, dirija, faça exercícios. Continue de pé! Fale com pessoas quando não estiver se sentindo bem. Não sofra em silêncio. A vida é muito curta e sempre fica melhor

"Não estou publicando isso para ganhar simpatia. Estou postando isso para todos que precisam assistir, assim como eu. Esse vídeo é de ontem (22 de fevereiro), quando acordei. Estava me sentindo meio mal. Me sentei ao piano (que estava evitando até então) e sabia que ele iria trazer algumas coisas à tona. Estou me reconstruindo e sentindo meus sentimentos mais sinceros. Fiz essa live para compartilhar com vocês esse momento. Não sabia se iria chorar. Estava ao vivo por um ou dois minutos antes disso. Mas é importante se abrir e mostrar que nem sempre estamos bem e nos sentindo 100%. Todos nós temos dias difíceis. Ontem foi um dia estranho e emotivo para mim", explicou ela.

"Vivemos num tempo e num mundo (especialmente o mundo das redes sociais) em que a tristeza e a vulnerabilidade são vistas como fraquezas. As novas gerações são ensinadas a esconderem seus sentimentos atrás de uma imagem perfeitamente editada. Por isso eles sofrem de ansiedade e depressão, e não ficarão melhores na vida adulta se continuarem agindo dessa forma. O suicídio é um dos maiores fatores de morte entre os homens abaixo de 30 anos. Nós pressionamos nossos sentimentos na esperança que eles desapareçam, mas ele não irão. Não se defina por isso, apenas aceite seu processo e aprenda a partir dele. Encontre sua felicidade. Ninguém pode te fazer feliz como você mesmo. As pessoas podem contribuir, claro. Mas a verdadeira felicidade vem de dentro. Faz parte da sua jornada pessoal".

Jessie termina o texto afirmando que não quer ser "um modelo de pessoa, mas deseja inspirar os outros", sejam jovens ou adultos. "Deixe sua tristeza, dor e luto saírem no tempo que tiverem que ir embora. Já notaram como as pessoas pedem desculpas por chorar nos dias de hoje? Como se sentir fosse algo inconveniente. Faça qualquer coisa para entender e processar suas emoções: pinte, cante, ande, escreva, dirija, faça exercícios. Continue de pé! Outra coisa, fale com pessoas quando não estiver se sentindo bem. Não sofra em silêncio. A vida é muito curta e sempre fica melhor", finalizou.

Instagram URL not provided

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest