Jimi Hendrix: nova caixa mostra tensão com baterista e som preservado por óleo de baleia nas fitas
Entretenimento

Jimi Hendrix: nova caixa mostra tensão com baterista e som preservado por óleo de baleia nas fitas

Como já contamos aqui no Reverb, uma caixa comemorativa com trabalhos de Jimi Hendrix (1942-1970) gravados há 50 anos foi lançada na sexta-feira (22). Trata-se de "Songs For Groovy Children: The Fillmore East Concerts", um registro em CD (com cinco unidades) ou LP (com oito) com o show completo que o músico (que em 27 de novembro estaria fazendo 77 anos) e sua banda, a Band of Gypsys — formada pelo baixista Billy Cox e o baterista Buddy Miles — fizeram no Fillmore East, em Nova York, do dia 31 de dezembro de 1969 para a virada de 1º de janeiro de 1970.

Em entrevista inédita ao site "The Arts Desk", o produtor da caixa, Eddie Kramer, de 77 anos, revelou detalhes impressionantes a respeito do trabalho deixado por Hendrix ainda em vida. Na noite de ano novo de 1970, ele não pode comparecer ao show no Fillmore East, pois estava ocupado com a montagem do estúdio Electric Lady. Mas, quando recebeu as gravações da apresentação para mixagem, conseguiu perceber que o guitarrista por vezes perdia a paciência com o baterista Buddy Miles.

"Nos momentos em que Buddy fazia seu 'show particular', Jimi ficava irritado e dizia: 'Cala a boca, Buddy'. Ainda assim, eles tiveram um bom relacionamento. Buddy fazia Jimi rir, pois era um cara divertido. E ele realmente gostava de tocar com a Band of Gypsys", falou Eddie.

Embora Hendrix tivesse decolado ao lado de seu novo conjunto, ele ainda pensava em voltar a tocar com sua antiga banda, a Jimi Hendrix Experience — formada por Noel Redding, no baixo, e Mitch Mitchell, na bateria. Segundo Eddie, isso ficou evidente quando o guitarrista percebeu o amadurecimento musical de Mitch, que também chegou a tocar na Gypsy Suns and Rainbows, um grupo que Hendrix criou especialmente para tocar no Woodstock.

Caixa comemorativa 'Songs For Groovy Children: The Fillmore East Concerts'/Divulgação
Caixa comemorativa 'Songs For Groovy Children: The Fillmore East Concerts'/Divulgação

Eddie Kramer disse não ter ficado surpreso com o fim da Band of Gypsys, principalmente após o fiasco de Hendrix no show do Festival do Inverno para a Paz, sediado no Madison Square Garden, em 28 de janeiro de 1970 (o guitarrista só conseguiu tocar duas músicas, sentou no palco e se retirou para o camarim depois de dizer "É isso o que acontece quando a Terra fode com o espaço. Nunca esqueçam, é isso o que acontece".

"Não fiquei surpreso que Jimi não tenha feito mais nada com Buddy Miles", admitiu o produtor. "Ele sentiu que o baterista estava 'roubando' seu espaço. O que foi uma pena. Mas Jimi adorou tocar com ele, não há dúvidas. Buddy era uma rocha, não era muito criativo, mas trazia alegria para a festa."

Eddie revelou um dos motivos de as fitas das gravações do show realizado há 50 anos ainda estarem intactas e ideais para serem trabalhadas. O segredo é inusitado. "Óleo de baleia. Era o adesivo usado para colar o óxido de ferro na fita magnética", explicou. "Até 1970, todos os fabricantes usavam esse ingrediente secreto. Mas depois quase todos os governos passaram a proibir seu uso (por restrições à caça dos cetáceos). Os fabricantes ficaram loucos tentando descobrir algo que substituísse o produto. Mas todas as fitas que foram produzidas depois são uma porcaria, com um tempo de vida menor antes de se degradarem." Como Jimi morreu em 1970, porém, todo o material que registrou teve a sorte de contar com essa "proteção". "Posso tocar essas fitas hoje e elas 'transferem' à perfeição", avalia o produtor.

Tags relacionadas:
EntretenimentoJimi Hendrix

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest