Katy Perry estrela festival na Índia e revela segredos do sucesso: 'Uma equipe honesta, um bom terapeuta e um parceiro como o Nugget'
Entretenimento

Katy Perry estrela festival na Índia e revela segredos do sucesso: 'Uma equipe honesta, um bom terapeuta e um parceiro como o Nugget'

Katy Perry se prepara para tocar na Índia pela primeira vez desde 2012, quando se apresentou na abertura do Indian Premier League — de críquete, esporte mais popular do local —, em Chennai. Agora, neste sábado (16), ela fará um show no OnePlus Music Festival, em Mumbai e, para promover o acontecimento, que marca seu retorno triunfal ao país, ela concedeu uma entrevista exclusiva à "Rolling Stone".

"Estou muito feliz em voltar à Índia e animada em tocar pela primeira vez em Mumbai. Estou ansiosa para cantar e ver meus KatyCats indianos no OnePlus Music Festival", tweetou a cantora, atualmente com 35 anos.

Para a edição indiana da "Rolling Stone", a artista disse que não perde uma oportunidade de visitar fãs em áreas do mundo onde não costuma se apresentar com frequência. "Quando o festival me chamou para tocar lá, foi muito fácil dizer 'sim'. Fazia tempo que eu não retornava à Índia." Dua Lipa é uma das companhias no set list. "Adoro a Dua, a festa vai ser mais divertida com ela", comentou.

Instagram URL not provided

Na entrevista, Katy falou sobre o início da carreira, quando ainda não era a cantora famosa pelo hit "I Kissed A Girl". Antes do sucesso com a faixa em 2008, ela lançou seu disco de estreia, "Katy Hudson" (2001), apenas com faixas sobre a fé cristã e sua infância. O trabalho não chamou muita atenção.

"Cresci dentro de igrejas onde o gospel era o som que dominava. Esse gênero explora muita emoção e sentimentos que vem da alma", disse ela. "Essa é a base da minha carreira e foi como eu busquei construí-la. Sou eu que componho minhas próprias canções para poder contar histórias realmente verdadeiras."

A influência responsável por mudar o caminho de Katy Perry em direção ao pop, e a se distanciar da música gospel, foi a cantora canadense Alanis Morissette, com seu álbum de 1995 "Jagged Little Pill". "Naquela época, 'Jagged Little Pill' era o registro de uma cantora mais honesto, revelador e que abarcava uma centena de emoções. Ela era uma das poucas potências femininas que existiam por aí. E, como uma jovem artista, fui inspirada por ela", explicou Katy.

O disco mais recente de Katy é "Witness", de 2017. Desde então, ela não tem se preocupado em lançar um álbum novo, mas sim em soltar novas faixas de acordo com sua inspiração para criar. Sendo assim, em 2019, ela lançou as inéditas "Never Really Over", "Small Talk" e "Harleys in Hawaii" — sendo as duas últimas uma colaboração com o produtor e cantor Charlie Puth.

"Eu mantenho uma lista extensa de títulos de música comigo, e sei a história por trás de cada um deles. Quando vou ao estúdio, crio a imagem de como será aquela música, e pessoas como Charlie me ajudam a juntar tudo isso de forma harmoniosa. Charlie é um cara esperto e adora ser desafiado musicalmente", garantiu ela.

Instada a dar seu conselhos aos jovens fãs, ela foi sensível: "Reserve um tempo para você mesmo. Cuide da sua saúde mental e imponha fronteiras no amor, no trabalho e na mídia social".

A agenda de uma popstar como Katy Perry parece uma loucura, mas ela ainda arruma tempo para manter uma vida "normal". “Manter um bom equilíbrio entre trabalho e vida é tudo. É sempre importante viver depois de ganhar a vida", fraseia. "As chaves para o meu sucesso são: ter uma equipe honesta, um terapeuta de qualidade e um parceiro tão bacana quanto Nugget (seu cãozinho de estimação)". Katy também cita ensinamento do legendário cantor de jazz Tony Bennett: "A vida ensina você a viver, se você viver o suficiente".

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest