Konnakol, o canto percussivo que usa sílabas para imitar o som dos tambores
Criatividade

Konnakol, o canto percussivo que usa sílabas para imitar o som dos tambores

Dona de uma cultura rica e complexa, a Índia é um país cheio de contrastes, cores, cheiros e sons únicos, prontos a serem descobertos por quem se permite aventurar por seus caminhos. E é de lá que vem uma técnica milenar que usa as sílabas para reproduzir a percussão dos tambores: o konnakol.

A princípio, parece mais do mesmo, pois é possível encontrar técnicas similares em várias outras culturas, como na música afro-cubana ou mesmo no hip-hop, com o beatbox. Mas o konnakol tem suas particularidades. Tem origem no sul da Índia e faz parte da música clássica indiana, conhecida como carnática.

Ricardo Passos, professor multi-instrumentista que conheceu a técnica em 2003 em uma viagem para a Índia, explica que o konnakol tem uma didática sofisticada: "É uma linguagem que constrói ritmos como se fossem esferas. Como se estivéssemos construindo mandalas", diz ele, em entrevista ao Reverb. A linguagem rítmica trabalha usando a lógica matemática através de um sistema silábico pré-estabelecido, em uma contagem simultânea com as mãos.

O konnakol talvez assuste os poucos familiarizados com a cultura indiana e muitas explicações cabem para defini-lo, além de a linguagem passear entre o simples e o complexo num piscar de olhos. No entanto, ele pode facilmente ser usado como forma de inicialização musical – independentemente do gênero ou instrumento a ser estudado.

Ricardo, inclusive, garante que é mais fácil para quem não é músico aprendê-la já que não há uso de partituras. Basta deixar o canto pulsar. “A matriz é muito simples. É como um jogo de construção, tipo Lego”.

Diversos músicos e instrumentistas de diferentes origens musicais veem no konnakol uma oportunidade para evoluir musicalmente e utilizam a técnica como fonte de inspiração. Entre os compositores que já aderiram à prática há nomes como Steve Reich, John Coltrane e John McLaughlin, este último talvez o maior representante na música ocidental.

Quem sabe essa não é a inspiração que falta para aquela sua composição fluir?

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest