Led Zeppelin, BTS, Aretha Franklin, Leonard Cohen... Audiovisuais musicais seguem como tendência em alta
Entretenimento

Led Zeppelin, BTS, Aretha Franklin, Leonard Cohen... Audiovisuais musicais seguem como tendência em alta

O cinema sempre contou histórias de músicos através de cinebiografias. As mais recentes, "Bohemian Rhapsody", do Queen, e "Rocketman", de Elton John, levaram milhares de pessoas para a frente das telonas. Os documentários, por outro lado, também têm ganhado força. Seja baseado em imagens de arquivo da vida pessoal de um artista — como é o caso do vencedor do Oscar "Amy" (2015), sobre Amy Winehouse —, ou gravado a partir de um show e de seu backstage "Homecoming" (2019), de Beyoncé, é o mais recente do gênero —, essas narrativas se tornaram forte tendência, principalmente nos últimos dois anos. O motivo? Sucesso das bilheterias e de audiência. Mas não apenas.

Segundo a edição de maio da revista "Billboard", 11 novos filmes sobre artistas internacionais do mainstream são esperados para estrear em 2020 — entre as obras, está o aguardadíssimo doc sobre o Led Zeppelin. que vai contar a história da banda a partir de depoimentos de seus três integrantes vivos (e cuja narrativa vai somente até 1970, centrando-se no período formativo do Led). E isso é ótimo, sobretudo para as gravadoras, que têm a oportunidade de promover seu catálogo, e para os artistas (mais novos ou mais antigos), podendo surfar na onda da nostalgia — como fez o Queen —, ou criar uma aura ainda mais endeusada ao seu redor — a exemplo de "Gaga: Five Foot Two" (2017), da cantora Lady Gaga.

Um dos selos que pescou o potencial do business música + cinema há cinco anos foi a gravadora alemã BMG. Em 2014, eles criaram um departamento inteiramente responsável por cinema e, desde então, já financiaram dois documentários: "Echo in the Canyon", sobre a cena californiana de country rock dos anos 1960 que influenciou os Beatles e toda a cultura pop, "David Crosby: Remember My Name", sobre o legendário cantor e sobrevivente de Woodstock. Em comum, estes filmes têm a característica de atingirem um público mais maduro, entre 40 e 50 anos, mais propensos do que os jovens a gastarem seus salários em um programa mais "caseiro" — afinal, o cinema é pensado para ser como uma extensão da nossa casa. Confortável, com comida boa e entretenimento garantido.

"Os filmes criam o contexto emocional perfeito para que uma música ou o repertório de um artista fique ainda mais marcado no coração do público", disse Gennaro Castaldo, da British Phonographic Industry, ao "Guardian". "Isso é ótimo para quem já é fã e para aqueles que podem se tornar fãs."

David Crosby e Jakob Dylan em cena de 'Echo in the Canyon'/Divulgação
David Crosby e Jakob Dylan em cena de 'Echo in the Canyon'/Divulgação

E 2019, já tivemos "Rolling Thunder Revue", documentário de Martin Scorsese sobre Bob Dylan, "The Dirt", cinebiografia do Mötley Crüe, do diretor Jeff Tremaine e "Homecoming", sobre a apresentação de Beyoncé no Coachella. Todos disponíveis na Netflix. Abaixo, listamos outras obras que merecem atenção.

:: "Wu-Tang Clan: Of Mics and Men", série sobre o grupo de rap Wu-Tang Clan, disponível em inglês no Showtime;

:: "Matangi/Maya/M.I.A.", sobre a cantora e rapper inglesa, disponível no Globosat Play;

:: "Fevereiros", doc que percorre a vitória da escola de samba Mangueira no carnaval de 2016, que teve como tema a cantora Maria Bethânia. Disponível no Net Now.

À espera de lançamento no Brasil:

::"Amazing Grace", registro histórico de uma apresentação de Aretha Franklin em uma igreja em 1972;

::"Marianne & Leonard: Words of Love", doc romântico sobre o relacionamento de Leonard Cohen e Marianne Ihlen;

::"A Dog Called Money", filme sobre o processo criativo de PJ Harvey para escrever seu novo álbum;

::"Echo In The Canyon", documentário que reverencia grandes nomes do rock e do folk reunidos no Laurel Canyon, na Califórnia, em meados dos anos 1960;

:: "Pavarotti", filme de Ron Howard sobre o tenor italiano;

:: "Bixa Travesty", documentário sobre a brasileira Linn da Quebrada;

Com data de lançamento no Brasil:

:: "Bring the Soul: The Movie", filme musical do BTS, a boyband de k-pop mais famosa do mundo, com estreia em 7 de agosto

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest