‘Little Fires Everywhere’: 21 músicas da série com Reese Witherspoon e Kerry Washington
Entretenimento

‘Little Fires Everywhere’: 21 músicas da série com Reese Witherspoon e Kerry Washington

Reese Witherspoon e Kerry Washington estrelam “Little Fires Everywhere”, minissérie da Hulu que estreou no Brasil na última sexta-feira (22) pelo streaming da Amazon. O enredo, baseado no livro homônimo de Celeste Ng, se passa na cidade de Shaker Heights, em Ohio, nos Estados Unidos, e traz as personagens das duas atrizes como mães de família que vivem sob diferentes aspectos sociais e econômicos, fato que levanta a maior partes dos questionamentos propostos em seus oito episódios. A linha temporal acontece principalmente no fim dos anos 1990, com flashbacks que passeiam pelas décadas de 1960, 1970 e 1980 — e todos esses períodos são devidamente destacados na trilha sonora escolhida para a produção.

Para quem já assistiu, para quem ainda pretende assistir e mesmo para quem não vai assistir, separamos alguns das melhores partes musicais da série, que sabe destacar os momentos de conflitos emocionais e psicológicos de seus personagens utilizando músicas adequadas para a época e situação. Tem Annie Lennox, Aretha Franklin, Velvet Underground, TLC, Mariah Carey, Tupac… Precisa dizer mais alguma coisa?

Kerry Washington é Mia Warren e Reese Witherspoon interpreta Elena Richardson / Foto: Divulgação
Kerry Washington é Mia Warren e Reese Witherspoon interpreta Elena Richardson / Foto: Divulgação

Episódio 1: ‘Little Bird’, Annie Lennox (1993)

Elena Richardson (Reese Witherspoon) é uma mulher casada há anos e mãe controladora de quatro filhos que vivem confortavelmente em sua casa própria. Nada na família acontece sem que ela saiba (ou pelo menos ache assim). Annie Lennox canta “Little Bird” para apresentar a personagem: “Mamãe, para onde eu vou? Mamãe o que eu aprendi? Mamãe, nós colhemos o que plantamos”.

Episódio 1: ‘Hole In The Bucket’, Spearhead (1994)

Por outro lado, conheçam Mia Warren (Kerry Washington), mãe solo de Pearl Warren (Lexi Underwood), sua filha adolescente. Logo na primeira cena, é possível perceber que a vida das duas não é nem um pouco fácil e a trilha de “Hole In The Bucket”, da banda Spearhead, liderada por Michael Franti, deixa isso bem claro.

Episódio 1: ‘Rain King’, Counting Crows (1994)

Os anos 1990 batem de cara quando a voz de Adam Duritz, do Counting Crows, começa a cantar “Rain King”. Mesmo quem não é muito chegado ao trabalho da banda vai associar logo a voz ao hit “Mr. Jones”. Um clássico da década e hit das pistas de casamento até hoje.

Episódio 1: ‘Since I Fell For You’, Nina Simone (1967)

A trilha sonora de Mia Warren é uma mistura de rock e muito, muito soul. Principalmente quando ela está trabalhando seu ateliê.

Episódio 2: ‘It’s What You Do’, The Mighty Hannibal (1972)

Estamos nos anos 1980, em um dos primeiros flashbacks de Mia, quando “It’s What You Do”, de Mighty Hannibal (1939-2014) traz o soul/funk da década de 1970 para a cena.

Episódio 2: ‘Express Yourself’, Charles Wright (1970)

A trilha de “Little Fires” também conta com um clássico dos bailinhos da década de 1970, um disquinho precioso que os DJs não deixam descansar há meio século, de Charles Wright. Black music muito bem representada na série com a escolha de “Express Yourself”.

Episódio 2: ‘Femme Fatale’, The Velvet Underground (1967)

O Velvet Underground é uma das bandas favoritas da personagem de Kerry Washington. Ela até aparece vestindo uma blusa em homenagem ao grupo em algumas cenas. “Femme Fatale” toca durante uma cena, digamos, romântica. Mas não vamos dar spoilers!

Episódio 3: ‘Tubthumping’, Chumbawamba (1997)

Não existe a menor possibilidade de você ter vivido nos anos 1990 e não ter uma enxurrada de nostalgia quando “Tubthumping” começa a tocar na série. O contexto não vem ao caso agora, porque estamos comprometidos em evitar spoilers ao máximo, mas fica esse alerta: a nostalgia bate.

Episódio 3: ‘Waterfalls’, TLC (1994)

Outro clássico dos anos 1990. “Waterfalls”, aquela considerada a grande música do TLC, trio de R&B que também nos trouxe “No Scrubs”. Se vamos falar de hits americanos nos anos 1990, não há como deixar essa de fora.

Episódio 3: ‘In the Air Tonight’, Judith Hill (2020)

A cover de Judith Hill para In The Air Tonight, de Phil Collins, é uma grata surpresa em ambientar acontecimentos complexos no episódio 3. Mesmo que você não seja fã da música original, lançada em 1981, é bom ouvi-la tão diferente, gravada para a trilha sonora da série.

Episódio 4: ‘Honey’, Mariah Carey (1997)

Poderíamos sair de uma série cuja trilha sonora traz clássicos dos anos 1990 sem ouvir a voz de Mariah Carey? Qualquer resposta diferente de “é claro que não” está errada. “Honey”, do álbum “Butterfly”, foi a escolha da produção. Na mosca!

Episódio 4: ‘Come Baby Come’, K7 (1993)

Come Baby Come” foi lançada em 1993 pelo rapper americano K7. A música foi um sucesso nos EUA e também no Reino Unido, garantido ao artista uma faixa para ser lembrado na trilha sonora da série.

Episódio 4: ‘Killing Me Softly With His Song’, Fugees (1996)

Killing Me Softly With His Song”, estourada por Roberta Flack, em 1973, virou hit de novo — e até hoje — na voz de Lauryn Hill com os Fugees mais de 20 anos depois, em 1996. Contemporânea à série, a faixa ganha espaço na trama de forma sutil.

Episódio 5: ‘You Oughta Know’ (1995) e ‘Uninvited’ (1998), Alanis Morissette

Jagged Littl Pill”, o terceiro álbum de Alanis Morissette, é um marco do pop rock nos anos 1990. Uma versão instrumental da música toca logo nos primeiros 15 minutos do episódio 5. Aliás, todo o capítulo tem bastante referências à cantora canadense. No fim, a faixa escolhida é “Uninvited”, em uma cover da cantora americana Bellsaint.

Episódio 6: ‘Take Me With You’, Aretha Franklin (1980)

O sexto episódio da série tem um momento musical especial porque ele é basicamente todo passado em flashbacks. Portanto, as escolhas da trilha se baseiam em décadas anteriores às da maior parte do programa. Logo no começo, em um dos momentos do passado de Mia, Aretha Franklin canta “Take Me With You”.

Episódio 6: ‘Once In A Lifetime’, Talking Heads (1980)

As questões existenciais presentes em “Once In A Lifetime”, do Talking Heads ditam mais ou menos o que se passa na vida da personagem de Reese Witherspoon. “Você deve se perguntar: ‘como eu cheguei até aqui?’”, diz a letra. E é bem isso que a gente descobre sobre Elena Richardson.

Episódio 6: ‘Tracks of My Tears’, Linda Ronstadt (1975)

Linda Ronstadt regravou “Tracks Of My Tears”, de Smokey Robinson, em 1975. A balada romântica embala mais um dos flashbacks de Elena.

Episódio 6: ‘Bitch’, Ruby Amanfu (2020)

Bitch” provavelmente figura entre uma das melhores músicas dos anos 1990 em qualquer lista sobre o tema. A faixa de Meredith Brooks entra na trilha de “Littles Fires” em um momento em que as diferenças de Mia e Elena de certa forma se aproximam. “Eu sou uma puta, eu sou uma amante, eu sou uma criança, eu sou uma mãe. Eu sou uma pecadora, eu sou uma santa e eu não me envergonho. Eu sou o seu inferno, eu sou o seu sonho, não sou nenhum dos dois e você sabe que não gostaria que fosse diferente.”

Episódio 7: ‘Ambitionz As A Ridah’, Tupac (1996)

Se a série acabasse sem ao menos um Tupac, seria um tanto quanto desrespeitoso. A faixa escolhida para um momento de “rebeldia” foi “Ambiotionz As A Ridah”, música do álbum “All Eyez On Me” (1996).

Episódio 8: ‘Spirit in the Sky’, Norman Greenbaum (1970)

Spirit In The Sky” está na lista da “Rolling Stone” como uma das 500 melhores músicas de todos os tempos. A faixa de Norman Greenbaum foi gravada em 1969 e lançada no ano seguinte nos Estados Unidos, chegando à terceira posição na parada da “Billboard”. A canção aparece em um dos momentos finais da série, sendo tocada no rádio de um carro

Episódio 8: ‘Build It Up’, Ingrid Michaelson (2020)

“Little Fires Everywhere” termina ao som de Ingrid Michaelson cantando “Build It Up”, faixa da trilha sonora oficial da série. “E eu sei que nem todo mundo ganha uma nova vida. Eu sei que nem todo mundo começa de novo. Mas eu sei o que estou fazendo com minha nova vida: eu vou construir, derrubar, construir de novo.”

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest