'Forest Fire' ainda fecha o show, mas Lloyd Cole, 58 anos, está com disco novo
Entretenimento

'Forest Fire' ainda fecha o show, mas Lloyd Cole, 58 anos, está com disco novo

Em 26 de julho de 2019, o músico inglês Lloyd Cole, de 58 anos, lançou seu mais novo álbum solo, "Guesswork". O trabalho saiu pelo selo alemão earMUSIC, e foi majoritariamente gravado num estúdio que fica no sótão da casa de Lloyd, em Massachusetts, nos EUA. O próprio cantor, ex-líder da banda Lloyd Cole and the Commotions, fez a produção do disco. A mixagem ficou sob a responsabilidade do produtor alemão independente Olaf Opal.

"Guesswork", cuja ilustração da capa foi feita por Steven Lindsay, ex-vocalista da banda Big Dish e estudante graduado na faculdade de artes de Glasgow, contém 8 faixas inéditas: "The Over Under", "Night Sweats", "Violins", "Remains", "The Afterlife", "Moments and Whatnot", "When I Came Down From the Mountain" e "The Loudness Wars".

Quase todas as canções do novo disco foram compostas por Lloyd. Somente duas, "Remains" e "When I Came Down From The Mountain" foram feitas em parceria do músico com Blair Cowan, ex-tecladista de sua banda. Outro que também fazia parte dos Commotions e que participou do disco foi o guitarrista Neil Clark. Foi a primeira vez desde 1987 que os artistas trabalharam juntos.

Se você era fã de Lloyd Cole and the Commotions, não vá pensando que "Guesswork" tem a mesma pegada da banda, surgida em Glasgow em 1982, só por conta das colaborações especiais. Na verdade, o disco solo de Lloyd tem um som totalmente eletrônico, e contou, também, com a ajuda de Fred Maher, baterista dos primeiros álbuns do cantor de 58 anos.

"Quando tinha 27 anos, imaginava que o conceito de ser um cara mais velho era divertido. Agora, começo a pensar que não, poderia ser ainda mais divertido, sabe? Por que, sinceramente, o que temos a perder nessa fase da vida?", disse Lloyd no press release de "Guesswork".

Com o novo trabalho de estúdio, o músico viajará, na companhia de Neil Clark, em turnê pelo Reino Unido entre 5 de outubro e 4 de novembro. Será um mês na estrada, longe de sua casa do outro lado do oceano Atlântico. Mas valerá a pena, principalmente para os admiradores do músico, que não têm sido agraciados com novas canções desde 2013, com o disco "Standards". Isso, na verdade, nunca foi um problema, desde que ele ainda finalize seus shows com o sucesso "Forest Fire" — dica: ele continua fazendo. A música não fala de queimadas na Amazônia. Como o próprio Lloyd explica na letra, com seu típico estilo autodepreciativo, é "apenas uma simples metáfora sobre amor ardente". Ainda bem.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest