Lucia Lucas, primeira cantora trans a protagonizar ópera nos EUA: 'O hype deveria ser minha voz'
Inspiração

Lucia Lucas, primeira cantora trans a protagonizar ópera nos EUA: 'O hype deveria ser minha voz'

Uma cantora lírica de 38 anos acaba de fazer história nos Estados Unidos. Ela se tornou a primeira mulher transgênero a interpretar o papel principal de um espetáculo de ópera no país. A barítono Lucia Lucas viveu o protagonista de "Don Giovanni", obra escrita por Mozart em 1787, que conta a história de um nobre que seduz donzelas prometendo casamento, mas as abandona na última hora. Em 2007, um homem trans, o norueguês Adrian Angelico, abriu o caminho ao se apresentar nos Estados Unidos como Cherubino em "As Bodas de Fígaro".

A apresentação aconteceu na Ópera de Tulsa, no estado de Oklahoma, nos EUA. Em entrevista ao jornalista Ari Shapiro, da emissora de rádio americana "NPR", a artista disse que, apesar da honra do título, não quer que sua performance no espetáculo seja inteiramente lembrada por esse rótulo.

"Foi algo muito significativo, porque tudo que acontece pela primeiro vez o é", disse Lucia, radicada na Alemanha há uma década. "Mas não era para ser assim, né? As pessoas trans não tinham que ter essa dificuldade até hoje, ainda vivendo 'primeiras vezes'. A única barreira para nós deveria ser o talento, e não o preconceito."

Nascida Lucas Harbour, Lucia cresceu em Sacramento, na Califórnia, e se mudou para a Alemanha a conselho de seu professor, o barítono Richard Stillwell. Em 2013, decidiu fazer a transição de gênero; começou a tomar estrogênio em julho de 2014. Em 2016, fez a cirurgia de confirmação de gênero. Os hormônios não fizeram o tom de sua voz subir. E Lucia tomou a decisão consciente de não reaprender a cantar em tons mais altos.

No começo da transição, contou Lucia, ela temia que viver como uma mulher poderia atrapalhar sua carreira na ópera. "Tinha medo de me sentir desconfortável ao interpretar personagens masculinos no palco", explicou. "Mas em vez de ficar me questionando sobre isso, decidi apenas aceitar. No palco, consigo fingir que sou um homem. Fora dele, não."

Sobre ser rotulada como "cantora transgênero", em vez de "apenas" cantora, a atriz concluiu que isso não é um motivo para irritá-la. Pelo contrário. "O que importa é o que faço quando começo a cantar. E isso as pessoas sabem que faço bem. O hype deveria ser minha voz."

Tobias Picker, diretor artístico da Ópera de Tulsa, disse que escalou Lucia como Don Giovanni simplesmente porque se apaixonou pela voz dela. "Lucia tem seu próprio som. Ele cintila, tem pontinhos luminosos feito ouro", compara.


Lucia Lucas como Don Giovanni na ópera de Mozart/Reprodução/Instagram
Lucia Lucas como Don Giovanni na ópera de Mozart/Reprodução/Instagram
O elenco de 'Don Giovanni' no palco da Ópera de Tulsa/Reprodução/Instagram
O elenco de 'Don Giovanni' no palco da Ópera de Tulsa/Reprodução/Instagram

Canais de Marcas

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest