Marc Collin, do Nouvelle Vague, estreia como diretor em filme sobre pioneiros da música eletrônica na França
Entretenimento

Marc Collin, do Nouvelle Vague, estreia como diretor em filme sobre pioneiros da música eletrônica na França

O músico francês Marc Collin, conhecido por ser um dos fundadores do projeto Nouvelle Vague, se jogou de cabeça no mundo do cinema. Ele estreia como diretor em "The Shock of the Future" (ou "Le choc du futur"), filme sobre o início da cena de música eletrônica em Paris em 1978, que teve pioneirismo feminino.

A protagonista do longa-metragem, Ana, interpretada pela atriz e cantora Alma Jodorowsky, é uma jovem artista que constantemente duvida de seu trabalho. Ela está cansada de ter que lidar com uma indústria dominada por homens. O grande ponto de virada na vida da personagem é um trabalho que a obriga a lidar com máquinas eletrônicas analógicas. Ali, ela desenvolve um novo som, capaz de mudar o futuro das gerações seguintes.

Como bom francês, Marc não deixou de homenagear as mulheres pioneiras em seu filme. Entre as artistas reais citadas em "The Shock of the Future", estão Delia Derbyshire, Daphne Oram, Suzanne Ciani e Laurie Spiegel. A trilha sonora segue como uma homenagem aos expoentes do technopop e correlatos dos anos 1970 e começo dos 1980, com músicas de Human League, Devo, Jean-Michel Jarre, Suicide, Throbbing Gristle, Cerrone e faixas do próprio Marc.

Em entrevista ao site "Huck Mag", Marc disse que sentiu vontade de realizar o filme graças a sua paixão pela música eletrônica. "Realmente amo os Moogs (sintetizadores) e todas essas máquinas analógicas", revelou ele. "Percebi que não existia ainda um filme sobre essas pessoas do passado. Há sobre o jazz, o rock, mas não sobre a música eletrônica. Principalmente sobre as mulheres que foram pioneiras desse gênero. Por isso, quis explorá-lo, porque também é o som do futuro."

Sobre a protagonista Ana, o diretor disse que ela realmente existiu, mas a história de sua vida não é exatamente a mesma que é narrada no filme. "É quase como uma cinebiografia falsa", brincou ele. "Criei essa mulher e fantasiei coisas sobre ela. Ela é uma homenagem a todas as grandes mulheres que viveram nessa época."

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest