Mick Jagger se isola em castelo na França, mas não para de trabalhar
Entretenimento

Mick Jagger se isola em castelo na França, mas não para de trabalhar

Tem muitos artistas que estão passando a quarentena em grande estilo e sendo criticados por isso, como Pharrel Williams, que comprou em abril uma mansão de 17 mil metros quadrados em Miami por R$ 170 milhões e ainda pediu que seus fãs doassem dinheiro para a caridade. Mick Jagger, pelo menos, tem classe e moral para ostentar. Seu castelo, localizado na cidade francesa de Pocé-sur-Cisse, foi comprado em 1980. Até então usado como resort de férias, a construção do século XVII agora será a residência oficial do vocalista dos Rolling Stones durante a pandemia de coronavírus.

Em uma foto publicada em sua página do Facebook em 11 de abril, ele aparece tocando violão numa sala muito alta, iluminada por uma janela francesa com vista para o verde e emoldurada por cortinas duplas. No texto ele escreveu: “Ensaio em isolamento! Tenha um bom final de semana e feliz Páscoa”. Mick se preparava para a apresentação com Keith Richards, Charlie Watts e Ron Wood do dia 19 de abril no "One World: Together At Home". Os detalhes do ambiente logo revelaram que ele estava em seu Château de Fourchette (embora a polêmica do dia tenha sido o suposto air drums de Charlie Watts, devidamente investigada aqui no Reverb).

Sua participação no The Tonight Show, de Jimmy Fallon, na segunda-feira (4/5) confirmou de vez sua localização. Em um vídeo cômico, com estética dos anos 1940, ele aparece interagindo com um narrador. "Nestes tempos de crise internacional, cada homem, cada mulher e cada criança deve fazer sua parte. Olhem esse camarada, não está nem aí! Ei, o que você pensa que está fazendo?", pergunta Jimmy, com a voz disfarçada, para um Mick de chapéu de palha despreocupado e tocando violão. "Levante e vá fazer alguma coisa útil!", ordena. Daí Mick aparece consertando o telhado, cozinhando, colhendo verduras numa horta, guiando ovelhas e fazendo exercícios.

O castelo de Fourchette, propriedade de Mick Jagger desde 1980. Foto: Getty Images
O castelo de Fourchette, propriedade de Mick Jagger desde 1980. Foto: Getty Images

Jimmy faz piada ao final do quadro, lógico, comentando: "A cobertura que a BBC tem feito da pandemia é um pouco diferente da nossa, não?". O quadro onde Mick não diz uma palavra faz parte da campanha #flattenthecurve, mas não foi só para mostrar, de forma engraçada, tarefas que podem ser feitas durante a quarentena.

A performance foi para chamar a atenção para o trabalho da Save The Chidren, instituição que atua em 120 países e tem como missão ajudar crianças carentes, sejam órfãs, abusadas e abandonadas. "O coronavírus — a maior crise global de saúde de nossa vida — ameaça crianças em todos os aspectos. Seu apoio hoje pode ajudar crianças em lares inseguros, ajudar a proteger e preparar médicos e clínicas de saúde em campos de refugiados e ajudar a apoiar o ensino a distância diante do fechamento de escolas", dizia um texto ao final do vídeo.

Mas parece que Mick não está apenas aproveitando a vida no castelo com suas tarefas de homem do campo. Segundo o jornal "La Nouvelle République", ele recebeu a visita de um produtor e um gerente da Universal Music no dia 22 de abril e teriam ficado lá até o dia 4 de maio. Curiosamente, o músico nunca abriu as portas de seu château publicamente, a única vez que permitiu a entrada de um jornalista foi em 1988. Em 2005, a propriedade recebeu o resto do grupo para gravar as 18 músicas de "A Bigger Bang". Eles passaram três meses no estúdio que, anteriormente, era uma capela.

Depois de lançar o single “Living In A Ghost Town“, que foi gravado em Los Angeles e Londres, a banda começou a disponibilizar shows em seu canal do Youtube. Chamada de "Extra Licks", a série vai liberar semanalmente imagens raras e inéditas. Começou no domingo passado (3/5) com apresentações da turnê "Olé olé olé" na América Latina em 2016, incluindo os shows em São Paulo.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest