Motorista sul-africano de Uber engata carreira como cantor de ópera a partir de vídeo viral
Inspiração

Motorista sul-africano de Uber engata carreira como cantor de ópera a partir de vídeo viral

Menzi Mngoma, de 27 anos, é um motorista de Uber da cidade de Durban, na África do Sul, que viralizou após ter seu talento como cantor lírico exposto nas redes sociais. Em um vídeo publicado em maio deste ano, ele aparece interpretando “La donna è mobile”, ária de Giuseppe Verdi, dentro de seu automóvel. As pessoas gostaram tanto da performance de Menzi, que ela foi assistida por mais de 660 mil usuários no Facebook.

"Estou tão emocionado com tudo o que está acontecendo na minha vida desde a publicação desse vídeo", disse ele à "BBC". "Todos os shows que estou conseguindo fazer, as pessoas estão me reconhecendo, me pedem para tirar fotos, enfim. É muito gratificante."

Quem filmou o rapaz foi uma passageira que atende pelo nome de Kim Davey. Ela estava indo para uma viagem de trabalho em Joanesburgo quando entrou no veículo de Menzi. Durante o trajeto, a moça descobriu que ele aprendeu a cantar sozinho algumas peças de óperas famosas.

"Fiquei chocada com ele. Não acreditei no que estava ouvindo. Não era para ele estar dentro de um Uber, mas sim ser um cantor de ópera profissional", desabafou Kim. "Mas compreendi porque trabalhava como motorista. Ele precisa sustentar sua família e não há muitas oportunidades para cantores como ele no país."

Menzi Mngoma, o motorista de Uber e cantor lírico autodidata/Divulgação
Menzi Mngoma, o motorista de Uber e cantor lírico autodidata/Divulgação

Apesar das dificuldades, Menzi não desistiu e foi selecionado para um teste para a Ópera da Cidade de Cabo. Depois gravou um single e foi convidado para o South Africa Author's Awards, em Joanesburgo, em 31 de julho. Ainda neste mês, ele vai competir na Voices of South Africa International Opera Singing Competition, também na Cidade do Cabo.

"Em dezembro, ainda vou a Los Angeles, onde participarei de um show de talentos. Agora, me sinto muito especial”, declarou Menzi. “Não sou apenas um motorista de Uber.”

Seu objetivo é ingressar no hall da fama dos cantores líricos sul-africanos, como Pretty Yende e Levy Sekgapane. Vale lembrar que, apesar de a ópera ser associada à “cultura branca”, principalmente durante o apartheid na África do Sul, esse aspecto, felizmente, tem mudado nos últimos 25 anos. Hoje os principais artistas do gênero no país são negros, assim como Menzi.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest