Música ajuda a formação dos neurônios no cérebro de bebês prematuros, aponta pesquisa
Inspiração

Música ajuda a formação dos neurônios no cérebro de bebês prematuros, aponta pesquisa

Na Suíça, assim como em boa parte dos países industrializados, os bebês prematuros são 1% dos nascimentos registrados. Anualmente, esse número totaliza 800 bebês por ano. Com os avanços da medicina, a chance de sobreviver a essa fase é bem maior agora do que era há algumas décadas. Ainda assim, eles têm um alto risco de desenvolver transtornos neuropsicológicos, uma vez que o cérebro não é totalmente desenvolvido.

Para auxiliar a evolução desse órgão e suas células, pesquisadores da Universidade de Genebra realizaram um estudo, publicado na revista americana "Proceedings of the National Academy of Sciences", apontando que a música é capaz de auxiliar a formação de neurônios. Mas, não vá pensando que é qualquer tipo de música que ajuda no desenvolvimento dos bebês. Elas precisam ser acompanhadas de instrumentos específicos, como flautas indianas — conhecidas como pungi —, sinos e harpas.

O ambiente hospitalar pode ser muito estressante para os bebês, mas com a música tudo fica mais confortável/Julie Johnson/Unsplash
O ambiente hospitalar pode ser muito estressante para os bebês, mas com a música tudo fica mais confortável/Julie Johnson/Unsplash

Quem cria músicas específicas para os bebês prematuros é o artista Andreas Vollenweider. Em entrevista ao site "Science Daily", o compositor explicou que a resposta das crianças é praticamente instantânea a certos instrumentos musicais. "Bebês muito agitados ficam calmos rapidamente quando escutam esse tipo de música. Eles ficam muito concentrados nela", disse ele, que escreveu três canções de oito minutos cada para a realização do estudo.

A pesquisa foi realizada em três grupos: um de bebês prematuros que foram expostos à música; outro que não foi exposto; e um último, com nenéns um pouco mais desenvolvidos, mas que também escutaram as canções de Andreas. Os testes para avaliar os resultados foram feitos com aparelho de ressonância magnética.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest