Músico realiza sonho de levar orquestra palestina para tocar Beethoven em Jerusalém
Inspiração

Músico realiza sonho de levar orquestra palestina para tocar Beethoven em Jerusalém

0

Publicidade

Tudo começou com um ursinho de pelúcia. Quando o violista Ramzi Aburedwan tinha apenas cinco anos, ganhou de seu avô, lixeiro, um presente encontrado durante o trabalho. Era um urso de pelúcia com uma cordinha atrás. Ao puxá-la, Ramzi ouviu pela primeira vez a nona sinfonia de Beethoven. Ali foi plantada a semente do que, mais tarde, se transformou em um sonho: o de tocar a sinfonia em Jerusalém com uma orquestra palestina. Em agosto deste ano, ele conseguiu. 

LEIA MAIS: Como o violino ajudou uma indiana a driblar o sistema de castas

PEPPERONI E BEETHOVEN: Quando o entregador de pizza é um fenômeno no piano

Com músicos de mais de 12 países, a Al Kamandjâti Ramallah Orchestra se apresentou dentro da cidade sagrada. Como alguns de seus músicos, Ramzi teve que entrar em Jerusalém de forma pouco convencional: disfarçado. Palestinos que não residem na cidade não podem circular livremente por ela. É preciso uma autorização governamental que não é das mais fáceis de se obter. Quando Ramzi solicitou o pedido para a orquestra, ele foi negado. Outros músicos palestinos tiveram que entrar na cidade sagrada dentro de um porta-malas. 

Para Ramzi, o primeiro contato com a viola veio aos dez anos de idade. Ramzi Aburedwan foi criado por seus avós em um campo de concentração próximo de Ramallah. 

"Eu achei que era uma forma incrível de me expressar. Música me ajudou a transformar essa frustração em energia positiva", contou Ramzi em entrevista a "NPR". Ele passou dois anos organizando o concerto. 

A Ramallah Orchestra existe desde de 2008. Conduzida por Ramzi, ela é um dos desdobramentos da escola Al Kamandjâti, criada em 2002 por Ramzi para ensinar música a crianças palestinas, principalmente aquelas que vivem marginalizadas. 

“A nona sinfonia é uma das peças mais lindas que já foram escritas e a mensagem dela é alegria. Precisamos de muita alegria na Palestina”. 

Publicidade

Background

Relacionados

Canais Especiais