Músicos tuaregues da banda Tinariwen são vítimas de comentários racistas nos EUA
Entretenimento

Músicos tuaregues da banda Tinariwen são vítimas de comentários racistas nos EUA

O grupo Tinariwen, fundado em 1979 na Argélia por tuaregues (etnia berbere de cultura seminômade), é reconhecido internacionalmente como uma das joias musicais do norte do Mali, país de origem de alguns de seus integrantes. Ele coleciona duas passagens pelo Brasil, se apresentou por alguns dos principais festivais do mundo — como Roskilde (Dinamarca), Glastonbury (Inglaterra), Coachella (EUA) e Printemps de Bourges (França) —, e colaborou, ao longo da carreira de quatro décadas, com grandes artistas do mainstream como Robert Plant, Thom Yorke, do Radiohead, Bono, do U2, e Nels Cline, do Wilco. Um baita currículo, certo?

Com sete discos de estúdio lançados até agora, a banda se prepara para divulgar o oitavo em 6 de setembro, segundo o "Pitchfork". O álbum foi batizado de "Amajdar" e traz participações com os músicos Cass McCombs, Warren Ellis, dos Bad Seeds, Stephen O’Malley, do Sunn O))), e outros. Para promover o novo trabalho, uma turnê pelos EUA entre setembro e outubro foi anunciada pelos músicos. A notícia, tristemente, não repercutiu inteiramente de forma positiva: alguns grupos de pessoas foram até as redes sociais para fazer ataques racistas contra integrantes do Tinariwen.

Os comentários de ódio foram publicados na página do Facebook da casa de shows Ramkat, em Winston-Salem, cidade na Carolina do Norte, onde os artistas tuaregues vão tocar no dia 17 de setembro. De acordo com o jornal local "Triad City Beat", usuários da rede social reproduziram falas repletas de xenofobia, racismo e violência.

Andy Tennille, um dos sócios do Ramkat, disse à rádio americana "NPR" que os comentários são "muito perturbadores, odiosos e tristes" e, por isso, pretendem aumentar as medidas de segurança na noite do show.

"Se alguma dessas pessoas tivesse feito o dever de casa sobre a banda, saberia mais sobre o povo tuaregue e sua história. Eles teriam respeito pelo grupo, que assim como seu povo, foi marginalizado por toda a vida. O Tinariwen é um exemplo de resistência ao ódio e racismo no norte da África. Estou desapontado e incrivelmente decepcionado com esses comentários. Essas pessoas estão muito equivocadas e sequer estão interessadas em saber o quão incrível são o Tinariwen", declarou ele.

Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram
Tags relacionadas:
EntretenimentoRacismo

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest