Na Inglaterra, projetos sociais que usam a música para afastar jovens do crime também lutam para se manter
Inspiração

Na Inglaterra, projetos sociais que usam a música para afastar jovens do crime também lutam para se manter

"Damos aos jovens a oportunidade de pertencimento, de semear respeito. Criamos uma plataforma para se expressarem e se sentirem seguros. A música é, portanto, o primeiro passo para eles ficarem afastados do crime", diz Jinx Prowse, criador do projeto social Music Fusion, sediado no condado de Hampshire, no sul da Inglaterra.

Ao jornal "Guardian", Jinx explicou que o objetivo central da ONG, que também atende adolescentes de cidades do entorno de Hampshire, como Havant, Southampton, Portsmouth e Gosport, é canalizar a energia dessas pessoas taxadas como "problemáticas" para outro lugar que não o do crime ou da violência. Através do rap e do hip-hop, eles encontram um novo espaço para falar de suas vidas como elas realmente são.

"Muitos desses jovens foram influenciados pelo rap dos EUA, muitas vezes associado à violência, exploração sexual de mulheres e dinheiro. Mas essa não é a realidade deles", disse Jinx. "Por isso, os instruo a falar de suas vidas reais, que sigam exemplos de rappers conscientes que falam sobre assuntos realmente relevantes."

O Music Fusion promove a batalha de rimas "Words Not Weapons". Através delas, jovens que provavelmente iriam brigar nas ruas são convidados a resolver suas diferenças dentro do estúdio, usando as palavras como "armas" de reconciliação.

Matt Stevens, de 25 anos, é uma das pessoas que toparam participar da iniciativa quando ela estava apenas começando, em 2011. Ele contou que quase sempre estava em apuros com a polícia e era constantemente expulso da escola por mau comportamento.

"Certa vez, briguei com um garoto de Gosport e ele estava mandando gente atrás de mim, e eu fiz o mesmo. Dias depois, a gente acabou entrando em contato físico e nos esfaqueamos. Não havia motivo nenhum, era apenas uma briga pela localidade", contou Matt. "Depois que topei participar do 'Words not Weapons' acabei apertando a mão do meu inimigo. Ficamos alguns minutos nos encarando, mas saímos do estúdio com várias músicas prontas. Hoje, somos amigos."

Infelizmente, para continuar com o projeto "Words not Weapon", o Music Fusion precisa de financiamento e de doações, que pararam de ser feitas em maio deste ano. Esperamos que eles consigam, afinal, a ONG atende 1,400 jovens por ano. Não é só no Brasil que dramas assim acontecem.

Canais de Marcas

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest