'Nasce Uma Estrela': Lady Gaga e as curiosidades musicais do filme do ano
Entretenimento

'Nasce Uma Estrela': Lady Gaga e as curiosidades musicais do filme do ano

Publicidade

Quem já assistiu a "Nasce Uma Estrela" ou está sofrendo de desidratação até agora, ou não consegue parar de ouvir a trilha sonora. Ou, quem sabe, as duas opções juntas. Estrelado por Lady Gaga e Bradley Cooper — que casal, senhoras e senhores — o filme já arrecadou quase US$ 100 milhões de bilheteria apenas nos EUA e vem se encaminhando rapidamente para se transformar num sucesso mundial. Enquanto o álbum de músicas do filme ocupa a primeira posição na lista da “Billboard” — e "Shallow" abocanha o quinto lugar do Hot 100 — decidimos listar algumas curiosidades musicais sobre o longa, que já desponta como concorrente ao Oscar. 

LEIA MAIS: Os papéis de Lady Gaga como atriz

ENTRETENIMENTO: As cantoras que interpretaram divas da música no cinema 

FÃS DE LADY GAGA PARTICIPARAM DO FILME

A primeira vez que Ally, personagem de Gaga, e Jackson Maine (Bradley Cooper) apresentam "Shallow" foi gravada no Greek Theater, em Los Angeles, apesar de a cena não se passar na cidade californiana. A maioria dos figurantes naquelas cenas é parte do fã clube de Lady Gaga. Os little monsters, como são conhecidos, foram convocados e escolhidos pela produção da cantora e tiveram a chance de participar das gravações do filme. Eles assistiram à apresentação de cinco músicas feitas por Gaga, Bradley e a banda de Lukas Nelson.  

SAEM CLINT EASTWOOD E BEYONCÉ, ENTRAM BRADLEY E GAGA

Você não leu errado, caro leitor, fã da mother monster. Quando a ideia para o remake do filme surgiu, quem interpretaria o papel que acabou com Lady Gaga seria ninguém menos que Beyoncé. E Cooper só se tornou uma opção para a direção muito depois. Antes dele, Clint Eastwood estava cotado para comandar o remake. O filme muito provavelmente não se pareceria em nada com o que vimos nas telas.

CENAS FORAM GRAVADAS EM TRÊS FESTIVAIS DIFERENTES

O FESTIVAL DE STAGECOACH E LUKAS NELSON

A cena de abertura do filme, em que o personagem de Bradley aparece cantando "Black Eyes" foi gravada em oito minutos, entre as apresentações de Jamey Johnson e Willie Nelson no festival Stagecoach, em abril do ano passado. Willie Nelson, aliás, cortou um pedaço de seu set para deixar que Bradley e cia subissem ao palco logo. O filho de Willie, Lukas Nelson, também teve um papel muito importante na concepção do filme, como veremos já já.

Bill Gerber, um dos produtores do filme, conta que enviou um e-mail para o produtor de Willie Nelson e que rapidamente recebeu a resposta: "Ele me escreveu de volta em cinco minutos com as seguintes palavras: 'Nosso palco é o seu palco", contou Bill em entrevista a "Billboard". Ele conta que, antes de começarem a gravar, Bradley se apresentou para a plateia explicando rapidamente o que iria acontecer. "Você iria dizer que a plateia foi dirigida (mas não foi), eles abraçaram a ideia e foram muito cooperativos e você pode perceber isso vendo o filme". 

SHOW EM GLASTONBURY FOI GRAVADO NO MESMO DIA DE KRIS KRISTOFFERSON

Agora uma das maiores coincidências de "Nasce Uma Estrela". A essa altura do campeonato você provavelmente já ouviu falar que esta é a quarta vez que o filme é refeito (a primeira vez, em 1937, como um drama; as duas vezes seguintes, em 1954 e 1976, musicais, estrelados por Judy Garland e Barbra Streisend, respectivamente). Na versão de 1976, Barbra Streisend interpretava o papel que hoje é de Gaga e, no lugar de Bradley Cooper, havia Kris Kristofferson, cantor americano. Quando Bradley teve a ideia de tentar gravar em Glastonbury, eles perceberam que Kris tocaria no tradicional festival britânico no mesmo dia em que eles desejavam filmar. Conversas se iniciaram ali para tentar um espaço no palco e, no fim, tudo deu certo. 

NOS INTERVALOS DO COACHELLA

Quando a gravidez de gêmeos impediu Beyoncé de subir ao palco do Coachella nos dois fins de semana do festival, em 2017, Gaga foi convidada para pegar o bastão e entreter o público de Indio, na Califórnia. Não bastasse os dois shows que fez, Gaga e a equipe do filme ainda convenceram a produção do festival a liberar a estrutura do Coachella na semana entre os dias de apresentação para as gravações de "Nasce Uma Estrela". Fãs puderam se inscrever para participar dos dois dias de filmagens. Aquelas foram as primeiras cenas gravadas para o filme.  

LUKAS NELSON, A INSPIRAÇÃO DE BRADLEY, E PROMISE OF THE REAL, A BANDA DE APOIO 

Era uma noite de outubro de 2016, Neil Young estava tocando com a Promise of the Real, banda de Lukas Nelson, filho de Willie Nelson, no festival Desert Trip. Depois da apresentação, Bradley foi até Lukas e pediu que ele fosse consultor musical e ajudasse na trilha sonora da produção cinematográfica. "Eu disse 'é claro'! Stefani (nome verdadeiro de Gaga) veio e acabamos escrevendo um monte. Foi tudo muito orgânico e nós tivemos bons momentos", contou Lukas em entrevista a "Billboard". Lukas é quem inspirou Cooper a compor seu personagem. "Ele (Bradley) estudou como eu segurava a guitarra e depois imitava. Nós conversamos muito sobre como se portar no palco e sobre como é estar em uma banda", contou o músico. A Promise of the Real, aliás, é quem acompanha as cenas de Jackson Maine se apresentando ao vivo. "Foi uma espécie de círculo completo do Desert Trip até o 'Nasce Uma Estrela', com ele (Bradley) tocando com os mesmos músicos que o inspiraram.  

Instagram URL not provided

VISUAL DE BRADLEY COOPER É INSPIRADO EM EDDIE VEDDER

Quando Bradley começou a compor o personagem, já sabia em quem gostaria de se espelhar para construir seu Jackson Maine: Eddie Vedder. "Eu fui até Seattle e passei quatro ou cinco dias (com Eddie) e fiz umas nove mil perguntas para ele", Bradley contou em entrevista ao "Yahoo". "Ele me deu conselhos sobre detalhes que apenas músicos sabem", contou. Bradley surpreendeu Eddie ao dizer que iria cantar de verdade no filme. O que o vocalista do Pearl Jam disse? "Cara, não faça isso". Risos. Para interpretar Jackson, Bradley aprendeu a tocar guitarra e a cantar. Além de atuar e dirigir o filme, ele também assina o roteiro e a composição de boa parte das músicas da trilha sonora. 

Bradley Cooper buscou referências em Eddie Vedder / Foto:  Kevin Winter / Getty Images
Bradley Cooper buscou referências em Eddie Vedder / Foto: Kevin Winter / Getty Images

MÚSICAS GRAVADAS NO SET

Gaga pede, a produção dá. O requisito da estrela para que as músicas cantadas no filme fossem gravadas ao vivo no set foi cumprido. O responsável por colocar o método utilizado em filmes oscarizados como "La la Land" e "Os Miseráveis" foi o editor de som Steve Morrow, que também trabalhou no longa premiado de Damien Chazelle. "Ela disse, ok, o que eu quero fazer é o seguinte: eu quero que toda música seja gravada ao vivo também. Eu não quero que pareça que eu estou cantando em cima de um playback porque isso não parece correto para mim. Eu sempre percebo (quando isso é feito). Isso sempre afeta a performance. Eu quero cantar ao vivo, quero que a banda esteja ao vivo", contou Morrow sobre o que Gaga disse.  

COMPOSITORAS DO COUNTRY

O gênero musical de Jackson Maine circula entre o rock e o country. Para dar esse toque da música sertaneja americana, alguns dos maiores nomes de Nashville participaram da composição da trilha sonora do filme. Três deles foram Hillary Lindsey, Lori McKenna e Natalie Hemby. Pelo nome, talvez você não as conheça. Mas Lindsey está por trás de hits country como "Fearless" (Taylor Swift) e "Blue Ain't Your Color" (Keith Urban), além de ser uma colaboradora frequente de Carrie Underwood, um dos maiores nomes do gênero. Lori McKenna foi quem escreveu "Humble and Kind", sucesso regional de Tim McGraw. Já Hemby compôs para artistas famosos do country, como Miranda Lambert e até Kelly Clarkson. Hemby e Lindsey são coautoras de "I'll Never Love Again", que, talvez podemos dizer — sem spoilers —, é o diamante musical de "Nasce uma Estrela".  

MARK RONSON ESTÁ POR TRÁS DE 'SHALLOW'

O produtor e músico britânico Mark Ronson foi um dos responsáveis por ajudar Gaga a dar um novo caminho para sua carreira com o lançamento de "Joanne" (ele foi produtor executivo do álbum). Então, nada mais óbvio do que a cantora chamá-lo para trabalhar com ela em "Nasce uma Estrela". Mark — conhecido por hits como "Valerie", com Amy Winehouse, e "Uptown Funk", com Bruno Mars — é um dos autores de "Shallow", principal single da trilha e que tem função central no desenrolar da trama do filme. 

‘I’LL NEVER LOVE AGAIN’ E A HOMENAGEM A JUDY GARLAND

“I’ll Never Love Again” pode ser considerada a “I Will Always Love You” desse “O Guarda-Costas”. A força da voz de Gaga evoca aos rompantes incríveis dos vocais de Whitney Houston no filme de 1992 (quem não ouve semelhanças entre as duas músicas, precisa colocar de novo os versos “And I wish you joy and happiness” — de Whitney — e “And I wanna pretend that is not true, oh baby, that you're gone” — na música de Gaga. Clica aqui para ouvir a comparação). É a coroação de todo o trabalho da cantora no longa e, se podemos ousar dizer, é forte concorrente a vencer o Oscar de Melhor Canção original em fevereiro. Além de ser tudo isso, é também uma forma de homenagear Judy Garland, que protagonizou a versão de 1954 de “Nasce uma Estrela”. A cena final, em que Gaga canta “I’ll Never Love Again”, foi filmada no auditório The Shriver, casa de espetáculos em Los Angeles em que Judy gravou “The Man That Got Away” para o filme dos anos 1950. 

“Aquele foi um dia bastante emotivo. Gaga estava passando por algumas situações muito pessoais e o fato de ela ter conseguido passar por aquilo de certa forma a colocou de coração aberto para a performance, e foi incrível. Eu ouvi Bradley dizer que uma das atuações mais incríveis do filme é a performance dela em ‘I’ll Never Love Again’”, disse Bill Gerber, produtor do longa. 

Um detalhe: a cena mexeu tanto com Bradley que ele presenteou Gaga com uma foto de mais de quatro metros da imagem dela no último frame do filme. 

Publicidade

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest