Nicki Minaj cancela show na Arábia Saudita e se posiciona contra a política conservadora do país
Inspiração

Nicki Minaj cancela show na Arábia Saudita e se posiciona contra a política conservadora do país

A rapper americana Nicki Minaj tinha recebido convite para ser uma das headliners do festival Jeddah World Fest, na Arábia Saudita, em 18 de julho. Depois de ter aceitado se apresentar no evento, na terça-feira (9), ela expressou publicamente sua insatisfação com a política conservadora do país e decidiu cancelar o show.

"Após refletir sobre o assunto, decidi não mais tocar no Jeddah World Fest", disse a artista, em comunicado público. Mas a atitude de Nicki não foi inteiramente espontânea. Antes de voltar atrás na decisão de fazer o show no festival, ela recebeu uma carta da Fundação dos Direitos Humanos pedindo que pensasse melhor. “A Arábia Saudita tem um histórico de violações de direitos humanos”, escreveu a organização.

Em seu Instagram, Nicki declarou que “adoraria fazer um show para seus fãs que vivem no país”, mas não poderia ignorar essa situação. “É importante para mim deixar claro o meu apoio aos direitos das mulheres, comunidade LGBTQ e liberdade de expressão”, afirmou a rapper, que abriu os comentários da publicação para seus seguidores sauditas.

Nicki Minaj se apresenta ao lado de seus dançarinos/Getty Images
Nicki Minaj se apresenta ao lado de seus dançarinos/Getty Images

Um deles chegou a pedir que Nicki “fizesse uma força” para tocar no país. Mas, então, ela respondeu: “O que eu iria vestir?”, uma clara demonstração contra o hijab, ou véu, utilizado por mulheres de algumas vertentes do islã.

No Twitter, a cantora tentou se explicar ainda mais e usou a recente prisão do rapper A$AP Rocky na Suécia como exemplo. Ela também citou um dos momentos desconfortáveis que passou ao fazer shows em outros países.

“Certa vez, quando em apresentei na Jamaica, saí do palco e fui cercada por policiais armados”, contou ela. “Eles estavam prontos para me levar para a cadeia porque ‘esqueci’ de omitir alguns xingamentos em minhas músicas. Eu poderia cometer um erro e ir para a cadeia em um país diferente onde as mulheres não têm direitos. #FreeAsap.”

Canais de Marcas

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest