No dia 14 de fevereiro de 1918, nascia Jacob do Bandolim
Especial

No dia 14 de fevereiro de 1918, nascia Jacob do Bandolim

Um dos principais músicos da história do Brasil veio ao mundo no dia 14 de fevereiro de 1918. Jacob do Bandolim nasceu Jacob Pick Bittencourt, filho de uma polonesa e um capixaba, na célebre Lapa do Rio de Janeiro, mas em pouco tempo incorporaria o instrumento que o tornou célebre — depois de começar tocando gaita ainda criança e passar para o violino — como seu sobrenome.

Gênio precoce, Jacob não gostou do violino como instrumento e passou a dedilhá-lo como se fosse um violão, utilizando um grampo como palheta. Isso fez sua mãe lhe dar um bandolim de presente ainda na adolescência, quando desenvolveu um método para tocá-lo completamente incomum: usando uma palheta, transformava o instrumento, que até então era visto apenas como acompanhamento, em solista. Embora músico virtuoso, Jacob primava pela simplicidade e compôs canções que até hoje ecoam na música brasileira, como "Doce de Coco", "Noites Cariocas", "Assanhado", ""Vibrações" e "Receita de Samba", além de arranjos que se tornaram definitivos para composições de Pixinguinha, Ernesto Nazareth e Benedito Lacerda.

Um dos maiores nomes do choro brasileiro, Jacob foi músico diletante e sempre equilibrou a própria carreira como outras profissões, embora sempre tivesse o respeito dos outros músicos. Morreu cedo, após um encontro com o próprio Pixinguinha, seu maior ídolo, quando planejava o primeiro disco dos dois juntos. Chegou em casa e teve um ataque cardíaco fulminante na frente da mulher, em 1969. Tinha apenas 51 anos.

14 de fevereiro de 1981: Rap na TV

O grupo The Funky 4 + 1 é o primeiro grupo de rap a aparecer na TV nos Estados Unidos, como convidados do programa humorístico "Saturday Night Live". Tocaram seu único — e grande — hit, "That's the Joint". A apresentadora do programa no dia foi a vocalista do grupo Blondie, Debbie Harry.

14 de fevereiro de 1986: Zappa na TV

Frank Zappa aparece em um episódio da série de TV "Miami Vice", fazendo o papel de um vilão chamado de Mr. Frankie.

14 de fevereiro de 1992: Quanto Mais Rock Melhor

O filme "Quanto Mais Idiota Melhor", inspirado no quadro "Wayne's World" do programa humorístico norte-americano "Saturday Night Live", estreia nos cinemas norte-americanos. Estrelado por Mike Myers e Dana Carvey, o longa consolida o personagem do fã de rock como um estereótipo estabelecido. Os dois personagens principais, os adoráveis imbecis Wayne e Garth, fazem um programa de TV a cabo local que gira em torno do mundo do rock, uma espécie de MTV artesanal que prenunciou a vinda dos moleques do desenho "Beavis & Butt-Head". O filme fez ressurgir o interesse pelo Queen (a cena em que "Bohemian Rhapsody" é tocada é impagável) e tratou Alice Cooper como ele sempre mereceu ser tratado: como um deus do rock.

Quem nasceu

1927 — Newton Mendonça, músico e compositor carioca (m. 1960)

1937 — Magic Sam, guitarrista de blues (m. 1969)

1940 — Bob Kerr, integrante da Bonzo Dog Doo-Dah Band

1944 — Reginaldo Rossi, cantor e compositor pernambucano (m. 2013)

1945 — Vic Briggs, guitarrista do grupo inglês The Animals

1946 — Dicró, cantor e compositor carioca (m. 2012)

1947 — Tim Buckley, cantor e compositor (e pai de Jeff Buckley) (m. 1975)

1950 — Roger Fisher, guitarrista da banda norte-americana Heart

1972 — Rob Thomas, vocalista do grupo norte-americano Matchbox Twenty

Quem morreu

1999 — Buddy Knox, cantor e compositor norte-americano (n. 1933)

2002 — Mick Tucker, baterista do grupo inglês Sweet (n. 1947)

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest