No dia 4 de maio do ano 2000, o Metallica processa os próprios fãs
Especial

No dia 4 de maio do ano 2000, o Metallica processa os próprios fãs

Publicidade

A virada do milênio foi um período intenso de descobertas digitais. Uma delas, levou o Metallica a brigar de forma veemente com o software de downloads de MP3 Napster. O confronto chegou ao ápice no dia 4 de maio do ano 2000. Depois do  grupo de heavy metal tentar, sem sucesso, desativar o aplicativo, o Metallica resolveu processar 335 mil pessoas que estavam baixando seus discos ilegalmente, num gesto jurídico enlouquecido.

METAL: Heavy metal é o gênero musical que mais cresceu nos últimos anos

TIPO IMPORTAÇÃO: Heavy metal consolida cena no Marrocos após superar o status de proibidão

A partir da chegada das conexões de banda larga, as pessoas começaram a fazer downloads desenfreados por todo o tipo de conteúdo, usando, para isso, novos softwares. Eles permitiam que se baixasse arquivos direto dos computadores de outras pessoas. Do ponto de vista atual — quando a conexão bluetooth é uma realidade mesmo para os aparelhos mais simples —, parece algo muito banal, mas, na época, era revolucionário. Você só conseguiria fazer download de algum arquivo se ele estivesse em algum servidor — e pouquíssimas pessoas, a maioria delas ligadas ao departamento de tecnologia da informação de empresas, tinham acesso a esses equipamentos.

Até que, em 1999, o adolescente Shawn Fenning desenvolveu um software que permitia que qualquer um baixasse qualquer tipo de arquivo de qualquer computador. Ele batizou o programa com seu próprio apelido — Napster —, que logo se tornou uma febre, fazendo milhares de pessoas baixar músicas de graça, sem se preocupar em pagar nem aos artistas nem as gravadoras.

Metallica travou uma batalha com o software Napster por conta de downloads ilegais / Foto: Getty Images
Metallica travou uma batalha com o software Napster por conta de downloads ilegais / Foto: Getty Images

As empresas, aliás, foram as primeiras a se manifestar. Sem perceber o potencial do mecanismo — que poderia entregar músicas diretamente para o consumidor, sem que elas passassem por lojas de discos, por exemplo —, as gravadoras multinacionais acionaram seus departamentos jurídicos para impedir que o programa continuasse existindo.

Elas também incitaram os artistas a entrar nesta briga e o mais barulhento deles foi o Metallica. Só que o grupo de thrash metal não percebeu que havia se metido numa confusão, principalmente quando parou de brigar contra os executivos do software, entre eles o programador Sean Parker, que participaria da criação do Facebook anos depois, e resolveu mirar nos próprios fãs. O que pegou mal entre a comunidade e transformou o Metallica em piada na internet.

Os processos contra os fãs não deram em nada e inevitavelmente o Napster foi desligado, mas as sementes de suas ideias já haviam sido lançadas e outros programas passaram a utilizar a mesma lógica para fazer serviços parecidos. Uma nova tecnologia — o torrent — foi desenvolvida até mesmo para tornar ainda mais difícil descobrir quem estava baixando que tipo de conteúdo de quem. O incidente apenas consolidou a transformação do Metallica de banda ousada e juvenil para um grupo de roqueiros velhos que reclamam das novas tecnologias.

Quem nasceu

1928 - Maynard Ferguson, trumpetista canadense (m. 2006)

1940 - Ronnie Bond, baterista do grupo inglês The Troggs (m. 1992)

1945 - Georg Wadenius, guitarrista sueco do grupo norte-americano Blood, Sweat & Tears

1951 - Mick Mars, nascido Robert Alan Deal, guitarrista do grupo norte-americano Mötley Crüe

1953 - Lulu Santos, nascido Luiz Maurício Pragana dos Santos, músico, cantor e compositor carioca

1961 - Herbert Vianna, cantor, compositor e guitarrista paraibano da banda brasiliense Paralamas do Sucesso

1963 - Vange Leonel, cantora, compositora, ativista e escritora (m. 2014)

1970 - Gregg Alexander, líder do grupo norte-americano The New Radicals

1972 - Mike Dirnt, baixista do grupo norte-americano Green Day

1979 - Lance Bass, cantor do grupo norte-americano 'N Sync

Quem morreu

1937 - Noel Rosa, compositor carioca (n. 1910)

1987 - Paul Butterfield, líder, vocalista e guitarrista da banda norte-americana The Paul Butterfield Blues Band (n. 1942)

1991 - Simon Wilde, baixista do grupo norte-americano D.O.A. (n. 1958)

2012 - MCA, nascido Adam Yauch, MC e baixista do grupo norte-americano Beastie Boys (n. 1964)

2012 - Tinoco, nascido José Salvador Perez, cantor da dupla paulista Tonico e Tinoco (n. 1920) 

Publicidade

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest