No dia primeiro de janeiro de 1962, os Beatles são vítima do maior erro da história
Especial

No dia primeiro de janeiro de 1962, os Beatles são vítima do maior erro da história

O empresário Brian Epstein já vinha tentando fazer que gravadoras de Londres ouvissem a banda com a qual havia começado a trabalhar. Os Beatles vinham da distante Liverpool, mas já tinham um público fiel no norte do país. Para ele, o sucesso local poderia ser reproduzido na capital. Depois de tomar portas na cara da Columbia, HMV, Philips, Oriole e Pye, ele finalmente conseguiu a atenção de um selo. E, no último dia de 1961, o grupo sairia de Liverpool rumo a Londres sob uma tempestade de neve, para serem ouvidos profissionalmente pela primeira vez.

No dia 1° de janeiro de 1962, os Beatles se apresentaram ao vivo por quase uma hora no estúdio da gravadora Decca nesta que se tornou a sessão de gravação mais conhecida da história - pelos motivos errados. Os Beatles, que ainda contavam com Pete Best como seu baterista, tocaram 15 músicas no total. Entre elas, vários clássicos do rock que foram depois eternizados por eles, como "Money (That's What I Want)", "Till There Was You" e "To Know Her Is to Love Her", além de hits como "Take Good Care of My Baby", "Three Cool Cats", "Memphis, Tennessee", "Sure to Fall (In Love with You)" e até "Bésame Mucho". Ainda apresentaram três composições da dupla de compositores e vocalistas da banda, John Lennon e Paul McCartney: "Like Dreamers Do", "Hello Little Girl" e "Love of the Loved".

A banda saiu animada da sessão, mas logo recebeu más notícias: a gravadora os dispensou, dizendo que "grupos de guitarra estão fora de moda" e que "os Beatles não tinham futuro no showbusiness". Meses depois, Brian conseguiu contatos na gravadora EMI e, depois de ter sido dispensado por rigorosamente todos eles, finalmente chegou aos ouvidos de George Martin, que tocava um selo de comédia chamado Parlophone e achou que valeria dar uma chance para aqueles garotos que Brian vendia tão entusiasmadamente. A partir daí, começa a carreira fonográfica dos Beatles, meses após aquele infame primeiro de janeiro, uma data que todos os envolvidos preferiam ver apagadas da história.

Felizmente a gravação sobreviveu (Brian pagou a Decca pelo registro) e nunca foi lançada oficialmente pelos Beatles (embora algumas faixas aparecessem no primeiro volume da coletânea "Anthology"). Algumas faixas circulam entre pirateiros como uma prova da falta de noção de uma gravadora que perdeu sua chance de entrar para a história, cometendo este é que é considerado o maior erro da música.

1/1/1940: A primeira FM

A rádio nova-iorquina W2XDG torna-se a primeira emissora FM a transmitir profissionalmente, começando uma mudança no padrão do rádio mundial que era reinado pelas AMs. A sede da W2XDG fica no prédio Empire State.

1/1/1953: Country de luto

Morre o cantor, músico e compositor Hank Williams, considerado o pai da country music, após um ataque cardíaco provocado por uma mistura fatal de pílulas e álcool. Tinha apenas 29 anos de idade.

1/1/1956: A força de Haley

O single "Rock Around the Clock", do grupo Bill Haley & His Comets, volta ao topo da parada de singles mais vendidos no Reino Unido.

1/1/1959: Aquela prisão

Johnny Cash toca um show gratuito para os detentos da Prisão San Quentin, na Califórnia, nos EUA.

1/1/1966: 'Hello darkness my old friend...'

A dupla Simon and Garfunkel chega ao topo da parada de singles nos EUA com sua "The Sound of Silence", onde permanece por duas semanas.

1/1/1967: Dublando

Os Doors fazem sua primeira apresentação numa emissora de TV e têm de fazer playback com o single "Break on Through", para a emissora KTLA-TV de Los Angeles, nos EUA.

1/1/1968: Álbum > Single

A revista "Billboard" atesta que, pela primeira vez na história da indústria fonográfica, os álbuns estão vendendo mais que os singles - as vendas dos LPs, apenas nos EUA, chegam a quase 200 milhões de cópias por ano.

1/1/1977: Marco zero

O Clash toca na inauguração da principal casa punk de Londres, na Inglaterra, o Roxy Club.

1/1/1982: Adeus ao Abba

O grupo sueco Abba faz sua última apresentação ao vivo como um grupo em Estocolmo, em seu país-natal.

1/1/1984: Blues calado

Morre o pai do blues britânico, Alexis Korner, de câncer no pulmão. Ele foi um dos principais agitadores do gênero na Inglaterra no início dos anos 1960 e sua banda, o Blues Incorporated, teve entre seus integrantes nomes como Jack Bruce, Ginger Baker (ambos que futuramente fundariam o Cream ao lado de Eric Clapton), Graham Bond (que fundaria sua banda Organisation) e Charlie Watts (futuro baterista dos Rolling Stones), entre outros.

1/1/1989: O começo do grunge

O trio Nirvana assina um contrato de um ano com a gravadora de Seattle Sub Pop.

1/1/2011: 84 anos de puro rock

Chuck Berry tem de interromper um show no Congress Theater, em Chicago, nos EUA, depois de cair no palco. Depois de uma hora de apresentação, o guitarrista de 84 anos tropeçou em um teclado e não conseguia se mover por alguns minutos, precisando ser retirado. Mais tarde, o pioneiro do rock voltaria ao palco para agradecer ao público e dizer que não tinha mais condições de continuar se apresentado.

Parabéns!

Entre os nascidos no primeiro dia do ano estão Joe McDonald, vocalista da banda Country Joe & The Fish (1942), o maestro brasileiro Augustinho Záccaro (1948-2003), o tecladista do Mott the Hopple Morgan Fisher (1950), o guitarrista do Gang of Four Andy Gill (1956), o cantor e compositor brasileiro Eduardo Dussek (1958) e o DJ Grandmaster Flash (1958).

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest