O maior órgão do mundo: conheça a pizzaria onde ele está e a história emocionante que revela
Inspiração

O maior órgão do mundo: conheça a pizzaria onde ele está e a história emocionante que revela

O Organ Stop Pizza é um restaurante localizado na cidade de Mesa, no Arizona. A casa é gigantesca e sempre cheia, mas o principal atrativo não é a sua especialidade gastronômica e sim...musical. Lá se encontra o maior órgão Wurlitzer do mundo.

Com mais de 5.500 tubos, construído originalmente para o Denver Theatre em 1927, o órgão está no restaurante desde 1972. Há 28 anos era Charlie Balogh que o tocava com perfeição, encantando multidões amantes de pizza e de boa música.

Infelizmente, o músico morreu no final de novembro por complicações de um derrame e deixou sua família com dívidas decorrentes do período em que ficou internado no CTI.

Para tentar quitar a conta da família, o restaurante vai promover um almoço em homenagem a Balogh no dia 18 de janeiro, com a intenção de arrecadar US$ 75 mil.

Um grupo de organistas viajará a Mesa para se apresentar na homenagem tocando várias peças do repertório de Balogh e lembrando muitas histórias. Brett Valliant, Donna Parker, Ron Rhode, Jonas Nordwall, Jelani Eddington, Ken Double e Lew Williams, que disse que Balogh era "um mestre incomparável", são os nomes confirmados.

"Ele era um organista talentoso, uma pessoa gentil com todos e sorridente", disse Mark Shanklin, que patrocina a Organ Stop Pizza há 18 anos.

Ao longo dos anos, multidões se reuniram no restaurante para ouvir a versão de Balogh para músicas pedidas por seus fãs, incluindo rock and roll e trilhas sonoras.

"Ele era realmente talentoso tocando esse órgão. Sempre fazia um show maravilhoso e tocava todos os nossos pedidos", disse Darla Kelley, que visitou o restaurante pela primeira vez em 2013. "Verificamos a programação para garantir que seria uma noite em que Charlie tocasse", lembra a cliente.

Premiado como "Organista do Ano" em 2000 pela American Theatre Organ Society, Balogh aprendeu a tocar órgão aos 11 anos em Nova Jersey. Seu estilo como organista "decorre de um amor pelo jazz e pela música dos anos 30 e 40, juntamente com influências clássicas e uma ampla experiência em técnicas tradicionais de órgãos de teatro", segundo a sociedade.

"O mundo da música perdeu uma estrela única que não pode ser substituída", escreveu David Balogh, irmão de Charlie, em uma página do GoFundMe, que arrecada dinheiro para cobrir despesas médicas. "Ele tocou a vida de milhares com seus excelentes arranjos musicais, devoção a seus fãs e comportamento amoroso e bem-humorado que aqueceu o coração de todos que conheceu", completou.

"O Organ Stop Pizza realmente perdeu um grande talento e um ser humano maravilhoso", diz um comunicado no site do restaurante. “Charlie deixa para trás um legado incrível, especialmente no mundo dos órgãos. Nenhuma palavra pode expressar nossa tristeza por sua morte ou nossa gratidão por seu comprometimento e amor ao longo dos anos”.

"Algumas pessoas dizem que sou uma banda de um homem só", disse Balogh ao "The Republic" em 1996. "Eu gosto de pensar que sou uma sinfonia de um homem só". As gravações de Balogh podem ser encontradas na loja de presentes da Organ Stop Pizza.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest