O que é música em 8D: por trás da técnica que acumula acessos no streaming
Tecnologia

O que é música em 8D: por trás da técnica que acumula acessos no streaming

Basta uma busca rápida pelo YouTube ou serviços similares para constatar que as músicas em formato 8D estão em alta. São milhares de views e streams em diversos canais como Aviion Music e 8D AUDIO voltados só para esse tipo de formato, que encontrou em novas tecnologias o campo perfeito para reprodução em larga escala. Faixas como “Bohemian Rhapsody”, do Queen, “Halo”, de Beyoncé, e “Shallow”, de Lady Gaga e Bradley Cooper, já ganharam versões modificadas. Mas afinal, o que é música em 8D?

Diferença entre formatos

8D é um tipo de música multidimensional, que permite uma experiência mais imersiva. Com ele, música parece circular entre os ouvidos, gerando uma experiência de envolvimento. Também por isso o áudio com multidimensões pode ser considerado mais agradável do que um áudio linear, sendo, inclusive, comprovado cientificamente que as gravações binaurais têm efeitos terapêuticos.

Freddie Mercury durante turnê do Queen em 1982: 'Bohemian Rhapsody' ganhou versão em 8D / Foto: Getty Images
Freddie Mercury durante turnê do Queen em 1982: 'Bohemian Rhapsody' ganhou versão em 8D / Foto: Getty Images

Além da reprodução no plano horizontal — que é a mais comum — esse tipo de formato também cobre o som na vertical, “acima” e “abaixo” do ouvinte, criando camadas. O efeito só é totalmente perceptível com uso de fones de ouvido, já que assim é possível definir com mais precisão a posição de nossos ouvidos em relação à fonte sonora.

Apesar de o nome 8D sugerir oito dimensões, o formato nada mais é do que uma espécie de evolução do estéreo, com processo de gravação (ou adaptação) diferente. Para conseguir o efeito pode ser usado um kit de gravação binaural (técnica que com dois microfones torna possível o efeito de som ambiente) ou utilizar softwares como Audacity e Ambeo Orbit para fazer a conversão. Basicamente, os áudios classificados como 3D, 4D, 5D e 8D são todos binaurais e diferem apenas no nível técnico.

Origem do áudio multidimensional

Apesar do recente sucesso, o formato não é novo. Bandas como Pink Floyd já faziam uso do efeito em suas produções na década de 1980, como em “The Final Cut”. Lou Reed também gravou três álbuns com áudios 8D: “Street Hassle”, “Live: Take No Prisoners” e “The Bells”. E em 2000, a banda Pearl Jam usou a técnica em músicas do disco “Binaural”, como “Of the Girl”. Além da música, o áudio multidimensional também pode ser encontrado em videogames e produções de realidade aumentada.

Zuccarelli (dir.) nos anos 70, com Roger Waters (esq.) e David Gilmour (centro), do Pink Floyd. Ele gravou ‘The final cut’ com a banda e implementou a técnica no álbum.
Zuccarelli (dir.) nos anos 70, com Roger Waters (esq.) e David Gilmour (centro), do Pink Floyd. Ele gravou ‘The final cut’ com a banda e implementou a técnica no álbum.

‘Of The Girl’ , do Pearl Jam

A base para esse tipo de reprodução é atribuída ao engenheiro de som argentino Hugo Zuccarelli que, através de pesquisas, conseguiu provar que a audição humana é capaz de captar o som em espaços com 360 graus e decidiu aplicar o conceito de holograma ao som, no que chamou de holofonia. O nome foi dado em alusão à holografia, técnica de fotografia produzida por lasers na qual se obtém uma imagem tridimensional.

Ele inventou um sistema acústico capaz de dar a sensação de som emitido de vários pontos diferentes.

Pensando em expandir o uso desse tipo de formato, recentemente a Sony anunciou o lançamento do “360 Reality Audio”, tecnologia de áudio espacial que visa oferecer ao público uma experiência semelhante a de um concerto “ao vivo”. A marca trabalha em conjunto com serviços de distribuições de música e, simultaneamente, vem promovendo a novidade acompanhada de compositores e artistas, a exemplo de Pharrell Williams.

Tags relacionadas:
TecnologiaYouTubeStreaming

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest