'Oitava Sinfonia': tecnologia ajuda a finalizar composição 'inacabada' de Schubert
Tecnologia

'Oitava Sinfonia': tecnologia ajuda a finalizar composição 'inacabada' de Schubert

A "Oitava Sinfonia" de Schubert tem um apelido que fala mais sobre ela do que o som de suas notas: "a inacabada". De acordo com estudiosos da área, o compositor austríaco não terminou sua obra, deixando-a, portanto, com apenas dois movimentos, sem um gran finale. As teorias para isso permeiam o imaginário de musicólogos desde o século XIX. Alguns não têm nem ao menos certeza se a sinfonia realmente não teve um final. Alheia às dúvidas, a companhia de tecnologia Huawei decidiu usar sua expertise para completar a obra. Com o auxílio de algoritmos e usando inteligência artificial, a empresa compôs aquele que seria o fim ideal para a "Oitava Sinfonia".

A empresa chinesa encontrou em seu acervo de smartphones o equipamento ideal para a tarefa. O Mate 20 Pro foi "ensinado" a compor o terceiro e o quarto movimentos. A inteligência artificial "ouviu" as duas primeiras partes compostas originalmente, analisou os principais elementos musicais e, em seguida, gerou a melodia que faltava.

Para dar um toque de humanidade ao projeto, Lucas Cantor, vencedor de dois prêmios Emmy por ter trabalhado na parte musical das Olimpíadas de Pequim e de Londres, foi o responsável por compor o arranjo para orquestra baseado na melodia criada pelo aparelho tecnológico.

“O resultado prova que a tecnologia oferece possibilidades incríveis e tem um impacto significativo e positivo na cultura moderna”, afirmou o compositor em nota publicada pela companhia.

A empresa chinesa apresentou sua criação pela primeira vez ao vivo no dia 4 de fevereiro, no Cadogan Hall, em Londres. A orquestra, formada por 67 músicos, apresentou os dois movimentos compostos por Schubert e os dois criados pela tecnologia. No site da Huawei, é possível ouvir as novas melodias.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest