Ópera Nacional Galesa nomeia mulher como primeira regente residente
Inspiração

Ópera Nacional Galesa nomeia mulher como primeira regente residente

A Ópera Nacional Galesa (Welsh National Opera - WNO) acaba de tomar um passo importante na luta contra as desigualdades de gênero. A companhia nomeou a chinesa Tianyi Lu como sua maestrina residente. A decisão acontece alguns meses após a ópera abrir uma chamada para escolher uma mulher para ocupar o cargo. Tianyi assume a posição a partir do próximo mês.

"Eu estou empolgada de estar de volta a Cardiff, minha segunda casa, para trabalhar com pessoas tão criativas e corajosas que comandam essa organização que é a Ópera Nacional Galesa. A companhia tem me inspirado por anos e eu vou aproveitar a oportunidade de mergulhar na diversa gama de projetos dela durante os próximos 18 meses", afirmou a maestrina. O maestro titular da WNO, Carlo Rizzi, descreveu a regente como dotada de "grande musicalidade" e de "carisma natural no pódio".

A regente chinesa Tianyi Lu / Foto: Reprodução
A regente chinesa Tianyi Lu / Foto: Reprodução

Tianyi nasceu em Xangai, mas cresceu na Nova Zelândia. Em 2016, ela chamou atenção da companhia ao trabalhar em uma produção com a orquestra jovem da casa. Com graduação concluída em Auckland e Melbourne, ela fez mestrado em condução de orquestra na Royal Welsh College of Music and Drama, em Cardiff. Atualmente, ela é regente assistente da Orquestra Sinfônica de Melbourne e principal maestrina da St. Woolos Sinfonia, em Newport, também no País de Gales.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest