Os 15 melhores passinhos de dança da música pop
Entretenimento

Os 15 melhores passinhos de dança da música pop

“Dois para lá, dois para cá não” entram aqui. Para dançar nesta lista, tem que ter estilo e diferencial. Ao longo de sua história (e de suas fases) a música nos presenteou com coreografias emblemáticas. As de maior sucesso são reproduzidas por fãs e dançarinos amadores até hoje — principalmente em festas de casamento e celebrações familiares em geral. Prepare o corpinho, liga a playlist e… Vamos dançar!

‘YMCA’, de Village People

O trono de ouro das coreografias precisa de mais de uma cadeira para serem ocupadas por todos os integrantes do Village People. Não existe pezinho no mundo que fique estático quando as notas misteriosas da introdução começam a tocar — e não existe mão que não se levante quando o primeiro “young man” é cantado..

‘You Should Be Dancing’, de Bee Gees (1978)

A geração “Nos Embalos de Sábado à Noite” se remexe com essa com paixão nos olhos. Mãozinha apontando para o chão e para o teto, na extrema diagonal, em repeat eterno. Bem-vindo a um dos maiores sucessos da cena disco dos anos 1970.

‘Single Ladies’, de Beyoncé

Todas as mulheres solteiras ponham a mão para cima. E girem para a frente e para trás com a outra mão devidamente apoiada na cintura. Está feito o passinho “Single Ladies”, aquele que mal começa e já faz todo mundo se sentir a Beyoncé. Voilá.

‘Onda, Onda’, de Tchakabum

Achou que não ia ter representante brasilis na lista? Tchakabum deu aos anos 2000 um repertório de dancinhas para ninguém pôr defeito. Dos inventores da “Dança da Mãozinha”, um hit por si só, também tivemos “Onda, onda, olha a onda” (insira aqui duas palmas). Até hoje, uma das melhores pedidas na hora da bagaceira em festas de casamento e celebrações em geral.

‘Macarena’, de Los Del Río (1995)

Alô, anos 1990! Estamos aqui para celebrar a precursora dos flash mobs. Nenhuma música nunca mobilizou tanta gente aleatoriamente em festas como ela. “Ê, macarena! Aaaaai!”

‘The Twist (1960)’, de Chubby Checker

A muito antes de Psy, o twist já havia ganhado o mundo e provocado a primeira mania de dança global. Os joelhos, o quadril e a coluna têm que estar em dia. Tudo ok, agora é só sacudir e requebrar no ritmo da música. Clássico dos clássicos.

‘Conquista’, de Claudinho e Buchecha

Escolha qualquer música de Claudinho e Buchecha. Qualquer uma. Pode pensar aí. Pensou? Não importa a que você escolheu: em todas, você vai querer fazer o “mergulhador maluco”: uma mão tapa o nariz, a outra fica balançando para frente, assim como o corpo. Saudades anos 1990 (e Claudinho <3).

‘Walk Like an Egyptian (1986)’, de The Bangles

Acorde a Cleópatra que existe dentro de você e faça a egípcia na pista de dança. A única coreografia gravada a milhares de anos nas paredes das pirâmides.

‘Lepo, Lepo’, de Psirico

Você pode não ter carro, nem teto. Mas o “Lepo, Lepo” não exige tanto de quem dança. O dançarino precisa apenas de um bom ritmo para não perder o tempo da música. Ha ha ha ha ha ha ha.

‘Stand’, de REM (1988)

Quando a macarena encontra a aula de dança de academia, elas se unem para criar a coreografia de “Stand”, do REM.

‘Crank That’, de Soulja Boy (2007)

“Yoooooooooou”. Essa não é das mais fáceis. Fez jovenzinhos dos anos 2000 penarem para aprender os passinhos de Superman de Soulja Boy. Pelo menos os braços de motocicleta para as laterais dá para acertar.

‘Gangnam Style’, de Psy

Oppa Gangnam Style! A dança saiu da Coreia do Sul para dominar o mundo. Braços sobrepostos e esticados para frente. Agora é só pular alternando as pernas. Uma cavalgada a la Psy.

‘Morto Muito Louco’, de Furacão 2000 (Jack e Chocolate)

É diferente, vem com a gente, quero ver geral pirar. Nessa dança muito louca, eu não quero ninguém parado. Jogue os seus braços para trás, balança o seu pascoço no suingue da batida, com o morto muito louco. Paranparanpanpanpanpan.

‘Thriller’, de Michael Jackson

O que dizer? A dança do rei do pop — essa ou qualquer outra — influenciou tantos outros artistas por aí e transforma a pista de dança em uma festa zumbi.

‘Bye, Bye, Bye’, de 'N Sync

Não tem uma viva alma que passou pelos anos 2000 que não ouça "Bye, Bye, Bye" e faça o gestinho da mãozinha de Justin Timberlake e cia. Direto do Disk MTV, bye bye bye.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest