Os melhores tipos de música para escutar enquanto se estuda ou trabalha, segundo especialistas
Entretenimento

Os melhores tipos de música para escutar enquanto se estuda ou trabalha, segundo especialistas

Todos já ouviram falar que a música clássica é boa para estudar, fazer testes e realizar trabalhos criativos. Essa ideia deriva do "Efeito Mozart", termo cunhado em 1993, quando os cientistas descobriram que ouvir a "Sonata para Dois Pianos em ré maior, K. 448" por 10 minutos resultava em melhores habilidades de raciocínio espacial — um tipo específico de inteligência que envolve a visualização e manipulação de imagens em seu cérebro.

Aquele estudo de 1993 foi exagerado, no entanto, levando à ideia de que a música clássica era sinônimo de inteligência. A tal ponto que, em 1998, o então governador da Geórgia, Zell Miller, propôs o envio gratuito de uma fita cassete clássica para todo bebê nascido no estado para torná-los "espertos".

A música clássica pode oferecer benefícios ao nosso cérebro. Foto: Unsplash
A música clássica pode oferecer benefícios ao nosso cérebro. Foto: Unsplash

Alguns especialistas ainda argumentam que a música pode oferecer outros benefícios ao nosso cérebro, como concentração e produtividade. Pesquisas recentes comprovam que, ao provocar emoções positivas, a música faz com que as pessoas sejam mais produtivas e eficientes. O tipo certo de música pode incrementar essas sensações. Na verdade, as pessoas que ouvem música podem ser mais felizes do que as que não ouvem - se a pessoa está entediada, uma música feliz pode fazer com que tarefas sem brilho pareçam mais atraentes.

Outro dado positivo num ambiente de trabalho e que a música pode mascarar outros ruídos. Se o local onde se trabalha é barulhento ou aberto, ouvir música com fones de ouvido pode abafar ruídos perturbadores.

A pesquisa sobre música para produtividade é inconclusiva, mas alguns estudos mostram que a música de fundo pode melhorar sua memória e o desempenho cognitivo geral. Outros sugerem que pode prejudicar a capacidade de se concentrar e aprender, enquanto outros especialistas dizem que não tem efeito nenhum. Dentro desse desencontro de opiniões, há fatores como o de que a música de fundo tem que ser instrumental para promover a produtividade. Outros estudos dizem simplesmente que depende de quanto um trabalhador gosta ou não da música para ela ajudar na concentração.

Se não há consenso científico real, vale a pena examinar alguns estudos sobre diferentes tipos de música e sua capacidade de ajudar na concentração:

Música clássica

Apesar da contestação do Efeito Mozart, algumas pesquisas ainda sugerem que a música clássica pode ajudar as pessoas a aprender e se concentrar. Por exemplo, um estudo descobriu que estudantes universitários que ouviam música clássica durante a aula aprendiam mais do que aqueles que não ouviam. Algumas pesquisas sugerem, no entanto, que a música clássica ou qualquer uma mais complexa é melhor quando se executa tarefas simples.

Música ambiente

Música ambiente é um estilo de música suave e baseada em tons que utiliza sons do ambiente, como o zumbido de um ar condicionado ou o ruído da estática da TV. A música ambiente geralmente não possui uma batida verdadeira, geralmente não possui letras e acaba misturando-se ao ruído de fundo preexistente. É por isso que os sons do ambiente ou ruído branco são frequentemente usados em aparelhos para dormir.

Em termos de foco e produtividade, um estudo descobriu que o "ruído branco" pode ajudar as pessoas com TDAH a ignorar ambientes ruidosos e a executar tarefas com mais eficiência. Mas ainda não há nada comprovado cientificamente.

Sons do ambiente ou ruído branco são frequentemente usados ​​em aparelhos para dormir. Foto: Unsplas
Sons do ambiente ou ruído branco são frequentemente usados ​​em aparelhos para dormir. Foto: Unsplas

Sons da natureza

Já sabemos que passar um tempo na natureza é bom para nossa saúde física. Acontece que, ouvir sons da natureza, mesmo quando preso em um escritório, pode melhorar o humor e melhorar o foco. Pesquisadores do Rensselaer Polytechnic Institute, em Nova York, descobriram que sons suaves da natureza, como chuva, podem mascarar sons intrusivos e ajudar os trabalhadores a permanecerem na tarefa.

O Spotify tem uma playlist chamada "Nature Sounds" que tem mais de um milhão de ouvintes mensais. Não deixa de ser um bom indício de que é um som que pode ajudar no relaxamento, sono ou foco.

Assim como estilos de música específicos podem ajudar na concentração e em tarefas, outros estilos podem sabotar esforços, independentemente do trabalho. Não há pesquisas que comparem explicitamente os efeitos de diferentes tipos de música na produtividade, mas a maioria das pessoas provavelmente concorda que é melhor evitar as que distraem, como dubstep ou heavy metal. Mas, no fundo, tudo se resume à preferência pessoal e cada um deve se conhecer o suficiente para entender quais tipos de música e sons o ajudam a se concentrar ou não.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest