Oscar: 14 performances musicais que marcaram a história da premiação
Entretenimento

Oscar: 14 performances musicais que marcaram a história da premiação

Desde 1934, a categoria melhor canção original leva ao Oscar os destaques da música no cinema. Mas foi só a partir da 18ª edição da cerimônia, em 1946, que os intérpretes das músicas concorrentes — ou algum artista convidado — passaram a apresentar as faixas ao vivo. Na história de 92 anos da premiação, nomes como Madonna, Beyoncé e Michael Jackson já marcaram presença na cerimônia.

Separamos 14 das aparições mais incríveis aqui no Reverb. Antes, vale lembrar que, neste domingo, cinco faixas concorrem ao prêmio: “I'm Standing With You”, de “Superação — O Milagre da Fé”, “Into The Unknown”, de “Frozen 2”, “Stand Up”, de “Harriet”, “(I'm Gonna) Love Me Again”, de “Rocketman, e “I Can't Let You Throw Yourself Away”, de “Toy Story 4”.

Agora sim, vamos a 14 grandes performances musicais da história da noite do Oscar:

‘Shallow’, por Lady Gaga & Bradley Cooper (2019)

A memória ainda está fresca para essa. A apresentação de Lady Gaga e Bradley Cooper na cerimônia do ano passado foi um dos momentos mais aplaudidos do show. Os dois, que estavam sentados na plateia, levantaram juntos para subir ao palco enquanto a introdução de “Shallow” começava a ser tocada. Terminaram a canção sentados juntos ao piano, em uma cena para lá de emocionante. A música, composta por Gaga em parceria com Mark Ronson, Anthony Rossomando e Andrew Wyatt, levou o prêmio.

‘Glory’, por Common & John Legend (2015)

A parceria de John Legend (John Stephens) e Common (Lonnie Lynne) para o filme “Selma — Uma Luta Pela Igualdade”, de Ava DuVernay, rendeu um Oscar à dupla, que merecia outro só pela performance de “Glory” ao vivo na cerimônia. Em 2018, quando venceu o Emmy pela produção televisiva de “Jesus Christ Superstar”, John se tornou o primeiro homem negro EGOT, como são chamados os artistas que já conquistar ao menos um prêmio Emmy, um Globo de Ouro, um Oscar e um Tony.

‘Skyfall’, por Adele (2013)

Quando foi convidada para escrever a música tema de “007 — Operação Skyfall”, Adele hesitou. Achava que não era a pessoa ideal para a tarefa porque suas músicas “eram muito pessoais”. A cantora britânica foi então convencida pelo diretor do filme, Sam Mendes, que a disse para fazer exatamente isso: escrever algo pessoal. O resultado não só provou que a artista era absolutamente apta a realizar a missão como rendeu uma apresentação belíssima na cerimônia do Oscar e, como sabemos, uma estatueta do ‘careca de ouro’ na estante.

‘Dreamgirls (Medley)’, por Beyoncé, Jennifer Hudson, Anika Noni Rose (2007)

O elenco de “Dreamgirls — Em Busca de Um Sonho” em peso subiu ao palco do Dolby Theatre para cantar, ao vivo, um medley com as três músicas indicadas na categoria melhor canção original pelo filme. Jennifer Hudson, que levaria o Oscar de melhor atriz coadjuvante, abriu a performance cantando “Love You I Do”. Quase no fim da música, Beyoncé subiu ao palco para terminar a faixa e apresentar “Listen”, em seguida. Por último, Anika Noni Rose e Keith Robinson fecharam a sequência com “Patience”. Acabou que a estatueta ficou com “I Need to Wake Up”, da cantora Melissa Etheridge, pelo filme “Uma Verdade Inconveniente”. Mas quase ninguém lembra disso.

‘When You Believe’, por Mariah Carey & Whitney Houston (1999)

Em 1999, duas grandes vozes da música pop se apresentaram na cerimônia do Oscar com uma canção sobre . Mariah Carey e Whitney Houston ficaram encarregadas da versão de estúdio de “When You Believe”, trilha do filme “O Príncipe do Egito”, sobre a história de Moisés, personagem bíblico. A canção de Stephen Schwartz — interpretada na animação por Sally Dworsky, Michelle Pfeiffer e um coro infantil — levou o prêmio naquela noite.

‘My Heart Will Go On’, por Celine Dion (1998)

Celine Dion fez o que todo mundo sabia que ela faria: acertou cada nota de “My Heart Will Go On” em sua apresentação ao vivo no Shrine Auditoriumm onde a cerimônia era realizada naquele ano. A cantora canadense entoou a faixa clássica de “Titanic”, composta James Horner e Will Jennings, ostentando no pescoço um colar inspirado na peça usada por Kate Winslet no longa de James Cameron. Chamada de “Coração do Oceano”, o objeto feito com uma safira rodeada por 65 diamantes havia sido leiloado por US$ 1,4 milhão, em setembro de 1997, para um comprador anônimo, sob a condição de ser emprestado para Celine na maior noite do cinema.

‘Miss Misery’, por Elliott Smith (1998)

Elliott Smith era um dos grandes nomes da música indie quando morreu, em 2003, em um incidente não solucionado até hoje (não se sabe se o cantor se suicidou ou se foi vítima de um homicídio). Antes disso, em 1998, fez uma bela apresentação na noite mais importante do cinema, com “Miss Misery”, música de “Gênio Indomável”. Não levou a estatueta, que seria dada a "My Heart Will Go On", mas ficou marcado na história.

‘Can You Feel the Love Tonight?’, por Elton John (1995)

Em 1995, era a segunda vez que um filme — no caso, “O Rei Leão” — concorria na categoria com três músicas. Entre elas, “Can You Feel The Love Tonight”, parceria entre Elton John e Tim Rice. A interpretação do músico britânico ao piano foi emocionante. Aliás, ele sobre ao palco este ano novamente.

‘Streets of Philadelphia’, por Bruce Springsteen (1994)

“Streets of Philadelphia” foi a primeira música escrita por Bruce Springsteen para um longa metragem. A canção concorreu ao prêmio — e venceu! —, em 1994, pelo filme “Filadélfia”, estrelado por Denzel Washington e Tom Hanks. Foi o começo de uma longa ligação do “Boss” com o cinema, que inclui faixas como “Dead Man Walking”, de “Os Últimos Passos de um Homem”, “The Wrestler”, de “O Lutador”, e “Secret Garden”, de “Jerry Maguire — A Grande Virada” (1996).

‘Sooner or Later’, por Madonna (1991)

Em 1991, Madonna chegou ao Oscar com Michael Jackson ao seu lado. O fato por si só chamou bastante atenção da imprensa, mas não mais do que a apresentação de Madge feita durante a cerimônia. A rainha do pop buscou inspiração em Marilyn Monroe ao cantar “Sooner or Later”, música composta por Stephen Sondheim que concorria ao Oscar pelo filme “Dick Tracy”. A faixa, produzida por Madonna e Bill Bottrell, levou a melhor e deu uma estatueta a Sondheim.

‘What A Feeling’, por Irene Cara (1984)

Irene Cara ficou famosa após interpretar Coco Hernandez no filme “Fama” e também por dar voz à música tema do longa, composta pelo produtor italiano Giorgio Moroder e com letra que a própria Irene escrevinhou apressadamente, em um táxi. A faixa levou o Oscar de melhor canção original em 1981, mas a estatueta para Irene só veio mesmo em 1984, com “Flashdance… What A Feeling”, canção que acompanhava o filme homônimo e que a cantora assinava como autora.

‘Endless Love’, por Lionel Richie & Diana Ross (1982)

“Endless Love” é provavelmente um dos duetos mais famosos do mundo. Composta por Lionel Richie, a balada entoada pelo cantor e por ninguém menos que Diana Ross foi usada na trilha sonora do filme “Amor Sem Fim”, estrelado por Brooke Shields e Martin Hewitt, e concorreu ao Oscar de melhor canção original. O prêmio para Lionel não veio — viria mais tarde, em 1986, com “Say You, Say Me” —, mas a performance de dupla ficou na memória.

‘Ben’, por Michael Jackson (1973)

“Ben” foi composta por Don Black e Walter Scharf para o filme de terror “Ben, o Rato Assassino”. Sim, se você não sabia, a letra de um dos maiores sucessos da carreira de Michael Jackson é sobre uma amizade entre um garoto (o personagem Danny Garrison, interpretado por Lee Harcourt Montgomery no filme) e um rato líder de uma gangue de roedores assassinos a quem ele dá o nome de Ben. Em 1973, a faixa concorreu ao Oscar e levou o futuro rei do pop, aos 13 anos, a fazer uma apresentação impecável defendendo a canção.

‘Theme From Shaft’, por Isaac Hayes (1972)

A performance de Isaac Hayes (1942-2008) na cerimônia do Oscar, em 1972, foi épica. A música "Theme From Shaft" concorria por "Shaft". Com dançarinos, plumas, luzes e muito groove, o cantor fez história na premiação e ainda levou o prêmio. Um clássico.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest