Oscar: conheça AURORA, a cantora norueguesa de ''Into the Unknown', de 'Frozen 2', inspiradora de Billie Eilish
Entretenimento

Oscar: conheça AURORA, a cantora norueguesa de ''Into the Unknown', de 'Frozen 2', inspiradora de Billie Eilish

Quando anunciarem na cerimônia do Oscar 2020 a apresentação de “Into The Unknown”, tema de “Frozen 2” e concorrente a melhor canção original, a jovem Aurora Asknes, 23 anos, estará no palco. Ela e Idina Menzel, dubladora da personagem Elza, são as intérpretes da música e vão cantar ao lado de nove mulheres que deram voz à personagem em diferentes línguas.

Mas da leveza e inocência dos contos de fadas, AURORA (nome artístico que adota, todo em caps lock) tem muito pouco, mesmo tendo o nome da Bela Adormecida. A jovem norueguesa de 23 anos tem um perfil bem diferente de estrelas da Broadway que viraram princesas, como Judy Kuhn (Pocahontas), Lea Salonga (Jasmine e Mulan) e Jodi Benson (Ariel em "A Pequena Sereia"). Sua música é terrosa e sombria — basta ouvir "Running With the Wolves" e "Murder Song (5, 4, 3, 2, 1)". Ela já fez um cover de "Life On Mars", de David Bowie, e cita Leonard Cohen e Enya entre suas influências musicais.

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Ainda assim, a cantora deixa claro que sempre gostou de filmes da Disney quando criança. "Os filmes da Disney não tinham medo de ser tristes ou horríveis. Eu odeio filmes que claramente subestimam crianças, e eu amo o fato de que, ao longo dos anos, a Disney não tenha feito isso", disse ela em uma entrevista ao "The Post", citando "O Corcunda de Notre Dame" como seu favorito. "Eu sinto que realmente me daria bem com o Quasímodo lá em cima. Ele seria um verdadeiro amigo para mim", imaginou.

Ao ser convidada para cantar em "Frozen 2", ela diz que aceitou sem nem pensar muito. “É uma história tão mágica e poderosa, eu sabia que daria certo”, disse em entrevista à "Billboard".

A dubladora Idina e AURORA combinaram as vozes de modo magnífico, mesmo sem nunca terem se encontrado no mesmo estúdio de gravação. A norueguesa gravou sua parte — que se resume praticamente a "ah-ah, oh-oh", mas não deixa de ser uma parte importante da canção — em dois dias numa antiga igreja em Londres, enquanto Idina trabalhou nos Estados Unidos. “A sala era bonita, redonda e carregava minha voz para o infinito, sem qualquer reverberação extra”, diz ela, explicando como o cenário deslumbrante influenciou o que eventualmente se tornaria a “voz das montanhas”. Coincidentemente, a cantora cresceu na cidade de Os, perto de Bergen, cercada por florestas.

AURORA começou a cantar e tocar piano aos 6 anos. Lançou seu álbum de estreia, "All My Demons Greeting Me as Friend", em 2016, e não tardou a colecionar fãs famosos, como Katy Perry que tuitou: “Finalmente. Música nova que faz meu coração palpitar”. O single "Runaway" acumulou mais de 100 milhões de streamings. Não apenas isso, mas Billie Eilish a saudou como uma de suas principais inspirações que a fizeram se lançar na música. "Quando eu tinha 12 anos, vi o videoclipe de 'Runaway'. Algo dentro de mim clicou, tipo, é isso que eu quero fazer, não importa se vai dar em algum lugar ou não", disse Billie certa vez à "Vanity Fair".

Ela fez participações no disco "No Geography", dos Chemical Brothers, e na faixa "In Bottles" do artista techno dinamarquês Kolsch. Fora da música, ela narrou a série de TV infantil "Creeped Out". "Nós improvisamos bastante nas gravações e foi uma experiência muito agradável. Vou pedir para que façam algo comigo também, se quiserem, um dia", contou sobre a parceria com a dupla eletrônica.

O segundo álbum de estúdio veio em duas partes: "Infections of a Different Kind" (2018) e "A Different Kind of Human (Step 2)", no ano passado, com faixas abordando desastre ecológico ("The Seed"), suicídio masculino ("The River") e papéis ultrapassados de gênero ("Daydreamer"). "Eu queria gravar um álbum para fazer as pessoas se sentirem empoderadas, saberem que podem enfrentar e impactar tudo com sua própria mente e potencial. Eu acredito que a música pode salvar o mundo. A única coisa que precisamos é que as pessoas estejam acordadas para agir. E vejo que os fãs querem salvar o mundo comigo. Eu não posso fazer nada sozinha", comentou, à "Riff Magazine".

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest