'Parar de investir em música nas escolas públicas é perigoso. Podemos perder a próxima Adele', diz executivo do Brit Awards
Inspiração

'Parar de investir em música nas escolas públicas é perigoso. Podemos perder a próxima Adele', diz executivo do Brit Awards

0

Publicidade

Uma pesquisa realizada pela associação British Phonographic Industry chamou a atenção de Geoff Taylor, manda-chuva da principal premiação do Reino Unido, o Brit Awards. Os números mostraram que as escolas estaduais do país têm recebido menos investimento no ensino de música em relação às escolas particulares e instituições públicas de maior gabarito. Para ele, esse movimento é extremamente perigoso, pois a indústria pode perder talentos provenientes das novas gerações, que podem a se tornar tão famosos quanto Adele e o rapper Stormzy.

LEIA MAIS: Projeto escolar leva equipamentos de primeira geração para estudantes criarem músicas

VEJA TAMBÉM: Cantores e bandas estrelam trabalhos escolares e acadêmicos

O estudo da BPI tem como base amostral entrevistas feitas com 2.200 professores que lecionam em instituições particulares e estaduais. 21% desses profissionais notaram uma queda no ensino de música nas escolas públicas financiadas pelo Estado nos últimos cinco anos. Já nos colégios privados, eles perceberam um crescimento de 7% na educação musical no mesmo período. 

Outro dado apresentado pela pesquisa é que uma em cada oito instituições estaduais têm uma orquestra. 85% das escolas particulares, em comparação, têm seus grupos de música clássica. Também foi constatado que 64% dos estudantes dos colégios estaduais têm a chance de participar de uma peça musical ou musical da escola, enquanto nas instituições particulares esse número sobe para 96%, e 91% nas escolas públicas de maior gabarito. 

"Essa desigualdade não é apenas profundamente injusta para as crianças no setor estatal, ela arrisca privar nossa cultura de futuros talentos tão diversos quanto Adele, Stormzy e Sheku Kanneh-Mason", disse Geoff Taylor ao "Independent".

O governo britânico, em contrapartida, respondeu que um novo modelo de ensino de música será introduzido nas escolas públicas e será pensado por um grupo de especialistas no assunto. Um porta-voz do departamento de educação afirmou que as autoridades estão comprometidas e trabalhando para que os jovens e crianças tenham a oportunidade de estudar sobre música na escola. 

Publicidade

Background

Relacionados

Canais Especiais