Paul McCartney escreve adaptação musical para 'A Felicidade Não Se Compra', obra-prima de Frank Capra
Entretenimento

Paul McCartney escreve adaptação musical para 'A Felicidade Não Se Compra', obra-prima de Frank Capra

O que poderia ser melhor do que uma adaptação para os palcos do filme 'A Felicidade não se Compra'? Uma adaptação musical escrita e composta por Paul McCartney! É isso mesmo, Broadway vai receber, em 2020, o primeiro trabalho teatral de McCartney. Segundo o "New York Post", no ano passado o músico dedicou tempo para escrever a adaptação musical do longa de 1946 de Frank Capra.

O espetáculo é uma parceria de McCartney com o produtor Bill Kenwright e o escritor Lee Hall, roteirista por trás de 'Billy Elliot' e 'Rocketman'. Hall trabalhou com Elton John na adaptação de “Billy Elliot: The Musical”, que estreou em 2005 no West End.

Paul McCartney: primeiro trabalho no teatro. Crédito: Getty Images
Paul McCartney: primeiro trabalho no teatro. Crédito: Getty Images

“Escrever um musical nunca foi algo que realmente me atraísse. Mas Bill e eu nos encontramos com Lee e conversamos, e acabei imaginando como isso poderia ser interessante e divertido. 'A Felicidade Não Se Compra' é uma história universal que tem a ver com todos nós", disse o ex-beatle em comunicado.

O roteirista Lee Hall diz que 'A Felicidade Não Se Compra' é seu filme favorito e que trabalhar com McCartney é algo que não dá para medir. "O filme tem absolutamente tudo:comédia, empatia e uma humanidade rara que toca geração após geração. Dar vida a essa história no palco é um imenso privilégio e Paul McCartney, com sua inteligência, honestidade emocional e brilho melódico, traz uma nova profundidade e abrangência ao conto clássico. Acho que um anjo deve estar cuidando de mim!", brinca Lee, referindo-se à trama do longa.

Na fofa história que se passa na véspera do Natal, o bondoso George Bailey (James Stewart) pensa em se suicidar em razão das maquinações de Henry Potter (Lionel Barrymore), um banqueiro desonesto. Mas tantas pessoas rezam por ele que Clarence (Henry Travers), um anjo é mandado à Terra para tentar fazer George mudar de ideia e perceber o quanto ele já fez o bem a várias pessoas.

Cena de 'A Felicidade não se Compra'
Cena de 'A Felicidade não se Compra'

De acordo com o "New York Post", Kenwright chegou a pedir a Frank Capra (que morreu em 1991) os direitos do filme, mas o cineasta não liberou. O produtor conseguiu os direitos da Paramount e, em 2016, entrou em contato com McCartney para checar seu interesse em escrever a trilha. "Me surpreendi quando recebi um e-mail dele perguntando o que achava sobre sua primeira tentativa para uma música de abertura", conta Kenwright. "Ele estava inseguro e queria saber nossa opinião. Eu e Lee fomos unânimes ao ouvir a demo: nosso herói era um compositor de teatro musical!", diz ele.

Encantado com a dedicação de McCartney ao projeto, o produtor compara o processo de adaptação à uma jornada extraordinária. "Em todas as músicas eu experimento o dom único de Paul na melodia e na composição. Nós três gostamos de usar o termo 'acalento' quando nos referimos ao material original. É isso que pretendemos fazer: acalentar a criação de Frank Capra", diz Kenwright.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest