Pedro Bell, autor de capas clássicas do Funkadelic, morre pobre e no anonimato
Inspiração

Pedro Bell, autor de capas clássicas do Funkadelic, morre pobre e no anonimato

Pedro Bell, um artista visual de Chicago que também atendia pelo nome de Sir Lleb, faleceu recentemente, segundo informaram Bootsy Collins, baixista do Funkadelic e ex-integrante da banda de James Brown, e George Clinton, líder do grupo de funk americano, nas redes sociais. Não se sabe a causa da morte ou sequer a data exata do óbito, dado que ele, autor de capas clássicas do Funkadelic e considerado o membro "extra" do grupo, vivia em situação de pobreza e totalmente no anonimato.

"Perdemos o mestre por trás da arte e do trabalho gráfico dos álbuns do Funkadelic", escreveu Bootsy no Twitter. "Obrigado pelos serviços prestados, meu irmão." No Facebook, George disse: "Descanse em paz o ilustrador das capas do Funkadelic Pedro Bell. Descanse tranquilamente, Sir Lleb!".

No site oficial de George Clinton, Pedro é descrito como membro da família e destacado como um "grande e original artista com um estilo único que colidiu com a fusão do Funkadelic, que misturou funk e rock psicodélico". "Ele adorava particularmente as capas dos discos de Frank Zappa", diz a pequena biografia do artista publicada no site. "Pedro mandava cartas com seus desenhos para a gravadora do Funkadelic e para outros selos. Foi assim que ele chamou a atenção de George Clinton e foi convidado para fazer a capa de 'Cosmic Slop' em 1973." George conta em sua autobiografia que os trabalhos que recebeu inicialmente eram "intrincados, com doidos personagens hipersexualizados e slogans estranhos". "Quando ele mandou sua interpretação de 'Cosmic Slop', fiquei chapado. Tinha cafetões, prostitutas, algumas desenhadas como alienígenas, com larvas saindo delas. Era engraçado e bonito, com um clima de pesadelo, perfeito para a música que estávamos fazendo", escreveu o líder do Funkadelic.

Pedro Bell/Reprodução
Pedro Bell/Reprodução

Considerado uma espécie de Hieronymus Bosch (1450-1516, mestre da pintura holandesa) urbano, Pedro era fissurado pelo Funkadelic e é um dos grandes responsáveis por criar o imaginário imagético da banda, tão presente nas capas dos álbuns "Standing on the Verge of Getting It On", de 1974, "Let’s Take It to the Strange", de 1975, "One Nation Under a Groove", de 1978, "The Electric Spanking of War Babies", de 1981 — cuja capa foi censurada por conta da imagem de uma mulher pelada dentro de uma nave espacial de formato fálico —, entre outros (veja todos eles abaixo).

Além de fazer a arte das capas do Funkadelic, durante o hiato da banda, Pedro trabalhou nos discos solo de George Clinton — "Computer Games", de 1982, "You Shouldn’t-nuf Bit Fish", de 1983, "Some of My Best Jokes are Friends", de 1985, e "Skeletons in the Closet", de 1986.

Em 2009, um perfil de Pedro foi publicado pelo jornal "Chicago-Sun Times" (e reproduzido atualmente no site "Arthur Mag"). Desde então, notícias sobre o artista não foram divulgadas. O artigo, escrito há 10 anos, dizia que ele vivia em situação de pobreza e lutava contra alguns problemas de saúde. Bernie Worrell, tecladista e um dos fundadores do Funkadelic, chegou a fazer uma apresentação beneficente para recolher fundos que foram doados a Bell naquele ano.

Veja as principais capas de discos feitas pelo artista

 'Cosmic Slop' (1973), do Funkadelic/Reprodução
'Cosmic Slop' (1973), do Funkadelic/Reprodução
'Funkcronomicon' (1995), de Axiom Funk
'Funkcronomicon' (1995), de Axiom Funk
'Hardcore Jullies' (1976), do Funkadelic/Reprodução
'Hardcore Jullies' (1976), do Funkadelic/Reprodução
'Let's Take It To The Stage' (1975), do Funkadelic/Reprodução
'Let's Take It To The Stage' (1975), do Funkadelic/Reprodução
'One Nation Under A Groove' (1978), do Funkadelic/Reprodução
'One Nation Under A Groove' (1978), do Funkadelic/Reprodução
'Tales Of Kidd Funkadelic' (1976), do Funkadelic/Reprodução
'Tales Of Kidd Funkadelic' (1976), do Funkadelic/Reprodução
'Standing On The Verge Of Getting It On' (1974), do Funkadelic/Reprodução
'Standing On The Verge Of Getting It On' (1974), do Funkadelic/Reprodução
'The Electric Spanking Of War Babies' (1981), do Funkadelic/Reprodução
'The Electric Spanking Of War Babies' (1981), do Funkadelic/Reprodução

Canais de Marcas

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest