Por que 'Cânone em Ré Maior', de Pachelbel, é uma das músicas mais tocadas em casamentos?
Casamento

Por que 'Cânone em Ré Maior', de Pachelbel, é uma das músicas mais tocadas em casamentos?

Você acabou de receber um convite para um casamento. Logo, sabe que, em algum momento, a noiva vai chegar ao som de uma música, que pode ser um tema romântico moderno do Ed Sheeran, um rock no estilo Guns N' Roses, ou algo mais clássico, como a marcha nupcial. Mas, além dessas, existe uma outra composição que é recorrente em cerimônias matrimoniais: a "Cânone em Ré Maior", do compositor Johann Pachelbel. Mesmo tendo sido escrita entre os séculos XVII e XVIII, a música barroca ainda se mantém viva nesse tipo de evento. Mas... Por que essa tradição?

O jornal americano "New York Times" se propôs a desvendar o mistério. Segundo o a publicação, "Cânone em Ré Maior" seria um presente de casamento para o irmão mais velho de Johann Sebastian Bach, com quem Pachelbel havia estudado. Porém, ela não foi escrita para que fosse utilizada na cerimônia. Pelo menos, nenhum documento encontrado até hoje atesta esse fato.

De acordo com pesquisadores da Universidade de Columbia, nos EUA, a música de Pachelbel se popularizou no século 1920, quando músicos estavam se dedicando a descobrir e divulgar tudo o que havia sido feito no passado. Apesar disso, não se sabe a data certa em que ela foi escrita, apenas que a composição não teria ocorrido antes de 1690.

Em 1980, "Cânone" se tornou ainda mais famosa após aparecer no filme "Gente Como a Gente". Já no ano seguinte, o casamento de Lady Di com o Príncipe Charles ajudou a música a ganhar um empurrãozinho. A cerimônia da realeza britânica foi a primeira a ser transmitida pela televisão na história da monarquia. Durante a procissão, o clássico de Pachelbel não estava entre as melodias selecionadas, mas "Prince of Denmark's March", do contemporâneo Jeremiah Clarke, estava. A escolha de outra composição barroca — mesmo estilo de "Cânone" — ajudou a disseminar ainda mais as canções feitas naquela época e impulsionou "Cânone", que foi tocada durante a chegada da rainha Elizabeth à cerimônia fúnebre de Lady Di justamente por ser uma das favoritas da princesa (veja a partir de 1:40).

Por fim, há ainda mais uma razão para "Cânone em Ré Maior" ser um hit casamenteiro. De acordo com Suzannah Clark, professora de música de Harvard entrevistada pelo "New York Times", a composição de Pachelbel tem a mesma harmonia melódica de muitas músicas famosas de artistas como Lady Gaga, U2, Bob Marley, John Lennon, Spice Girls e Green Day. Vai ver é por isso que continua tão popular. Ou, como disse Suzannah, "é uma música que não tem letra, sendo assim, pode ser interpretada de várias formas em diversas ocasiões. Ela é versátil".

'Cânone em ré maior', do compositor alemão Johann Pachelbel, é uma das mais tocadas em cerimônias de casamento por ter uma base parecida com diversas músicas pop/Eric Alves/Unsplash
'Cânone em ré maior', do compositor alemão Johann Pachelbel, é uma das mais tocadas em cerimônias de casamento por ter uma base parecida com diversas músicas pop/Eric Alves/Unsplash

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest