Rap e pagode: Péricles com Fabio Brazza em 'Só Uma Noite' e mais 4 encontros dos ritmos 'amigos'
Entretenimento

Rap e pagode: Péricles com Fabio Brazza em 'Só Uma Noite' e mais 4 encontros dos ritmos 'amigos'

O diálogo entre rap nacional, pagode e samba é natural no hip-hop brasileiro. Surgidos em momentos diferentes, mas, criados juntos entre as últimas gerações como trilha sonora do cotidiano de periferias e subúrbios do país, os três se misturam de maneira orgânica. Parcerias e feats. como o single "Só Uma Noite", lançado nesta quarta-feira (1º/4) pelo rapper paulista Fabio Brazza, 30, com participação do cantor Péricles, 50, retratam a tendência do rap de apontar no som, de forma ainda mais explícita, as referências culturais que lhe pautam desde antes do berço.

"Antes do rap existir lá nos Estados Unidos, a gente já tinha nosso partido alto, repente, embolada, cururu... nossa maneira de botar poesia no ritmo brasileiro", diz Fabio Brazza, em entrevista ao Reverb, por e-mail. de Péricles, o rapper aponta "Me Apaixonei Pela Pessoa Errada", "Amor E Amizade" e "Até Que Durou" como algumas de suas faixas favoritas do repertório do ex-vocalista do grupo Exaltasamba. "A importância de misturar (gêneros musicais) é a popularização do rap. O rap não pode ficar preso a um nicho só, tem que estar na prateleira da música popular brasileira", completa.

Fabio Brazza ao lado de Péricles. Rapper e cantor gravaram o rap-soul com pegada R&B 'Só Uma Noite', lançada nesta quarta-feira (1) / Foto: Reprodução Instagram
Fabio Brazza ao lado de Péricles. Rapper e cantor gravaram o rap-soul com pegada R&B 'Só Uma Noite', lançada nesta quarta-feira (1) / Foto: Reprodução Instagram

Apesar de não conter a versão da voz de Pericão (como é carinhosamente chamado por... todos?) do pagode romântico que se apresenta nos principais sucessos do cantor, a faixa em parceria com Fabio traz a união do boom bap com uma melodia vocal meio soul, meio R&B. A música faz parte do próximo álbum de Brazza, intitulado "Isso Não É Um Disco de Rap" e previsto para maio deste ano.

Para a nossa sorte, ela está longe de ser a única representante do rap nacional a passear junto a grandes nomes e referências do samba e do pagode.

Emicida e Zeca Pagodinho em 'Quem Tem Um Amigo (Tem Tudo)'

Com direito a piano, cuíca e metais, a interpretação de Zeca Pagodinho, 61, e do rapper paulista Emicida, 34, na quarta faixa do álbum "AmarElo", de 2019, é harmonia pura. Composição conjunta com o instrumentista e cantor carioca Wilson das Neves (1936 - 2017), "Quem Tem Um Amigo (Tem Tudo)" traz a rima do rap unida à métrica do samba para transmitir o tom de fraternidade e malandragem comum aos dois.

Criolo em 'Espiral De Ilusão'

No álbum "Espiral De Ilusão", de 2017, inteiramente dedicado ao samba, o rapper paulista Criolo, 44, segue o carinho que sempre demonstrou pelo gênero. Intérprete de uma das versões do clássico "Sonho Meu", de Dona Yvone Lara e Delcio Carvalho, ao lado de Arlindo Cruz, Hamilton de Holanda, Teresa Cristina e outras referências, o rapper já foi apontado como um dos expoentes favoritos de Martinho da Vila na nova música brasileira, em entrevista do sambista ao Reverb, em 2019.

Mano Brown em 'Boogie Naipe'

Se você já conhece o projeto de funk e soul de Mano Brown, 49, talvez esteja se perguntando o que ele tem a ver com samba e pagode. Em entrevista ao Reverb, em 2019, o rapper e integrante dos Racionais MC's contou sobre como Zeca Pagodinho, Grupo Sensação e Fundo de Quintal foram grandes inspirações do álbum "Boogie Naipe", de 2016. Na canção "Mal De Amor", por exemplo, é possível sentir um pouco da nostalgia de pagodes românticos dos anos 1980 e 1990, na levada e na própria letra ("Violento é o amor/ Hoje eu peço paz").

Drik Barbosa em 'Tentação'

Uma mistura de pagodão baiano com rap paulista é "Tentação", destaque do álbum autointitulado da rapper Drik Barbosa, de 2019, em parceria com o grupo ÀTTØØXXÁ, da Bahia. Com citações diretas e indiretas a grupos de pagode como Katinguelê, Exaltasamba, Jeito Moleque e Samprazer, a canção é uma grande homenagem a inesquecíveis hits do gênero e uma ode a variações musicais contemporâneas inspiradas por ele.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest