'Resistiré', que foi trilha do filme 'Ata-Me', de Almodóvar, vira hino contra o coronavírus
Inspiração

'Resistiré', que foi trilha do filme 'Ata-Me', de Almodóvar, vira hino contra o coronavírus

Num formato parecido com o de "We Are The World", mas com cada participante em sua casa, 50 músicos espanhóis regravaram "Resistiré" para levantar fundos para o combate do coronavírus. A música lançada em 1988 pelo Dúo Dinámico ficou mais famosa um ano depois ao entrar na trilha sonora de "Ata-me!", de Pedro Almodovar.

Com a Espanha em confinamento radical, com infecções e mortes por coronavírus subindo de forma alarmante, "Resistiré" começou a ser cantada coletivamente à distância por vizinhos em varandas, funcionários e clientes em supermercados. Versos como “Eu resistirei, de pé diante de tudo. Suportarei os golpes e nunca desistirei" acabaram se transformando em um hino de fortalecimento nesses dias tão difíceis.

Manuel de la Calva e Ramón Arcusa, do Dúo Dinámico, cederam os direitos da música à Comunidade de Madri — uma das 17 comunidades autônomas da Espanha e a mais afetada pelo coronavírus. Isabel Díaz Ayuso, a presidente da Comunidade de Madri, escreveu em seu Twitter: "Eles nos deram essa música que está se tornando o hino de resistência dos espanhóis contra o coronavírus".

"Resistiré" ganhou um reforço "profissional" através de uma regravação feita por 50 artistas, entre cantores e instrumentistas. Uma iniciativa que remete à campanha "USA for Africa", quando 45 artistas americanos gravaram "We Are The World" em 1985. E que lembra também a clássica cena de "Ata-me!", de Pedro Almodovar, quando Antonio Banderas, Loles León e Victoria Abril ouvem a canção no rádio do carro e começam a cantar junto.

O vídeo com a nova gravação inicia apenas com vocalistas mulheres — como Sofia Ellar, Índia Martínez e Vanesa Martín —, que surgem entre um e outro solo de instrumentistas e passa para um segundo momento com outros músicos e os cantores, entre eles, Andrés Suárez, José Mercé e Manuel Carrasco.

O projeto foi produzido por Pablo Cebrián e liderado pela estação de rádio Cadena 100 em colaboração com Universal Music, Sony, Warner, Altafonte e pela produtora Dadá Films and Entertainment. Todos os lucros da música serão encaminhados para a organização de caridade católica Cáritas.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest