Restaurantes temáticos de hip-hop levantam polêmica na Austrália
Inspiração

Restaurantes temáticos de hip-hop levantam polêmica na Austrália

0

Publicidade

A nova tendência de restaurantes na Austrália nada tem a ver com inovações gastronômicas. Ela gira em torno de música. De uns tempos para cá, tornou-se moda no país da Oceania a abertura de restaurantes e lanchonetes cuja temática é inspirada no hip-hop. O que poderia ser considerada uma forma de homenagem, levantou uma polêmica: a ideia de bares com essa temática não seria um tanto quando ofensiva ou baseada em apropriação cultural?

Nos subúrbios de Melbourne, no sudeste australiano, o Biggie Smalls Kebab faz referência ao apelido de Notorious B.I.G. para vender a tradicional comida turca e outros pratos. O Big Poppas, em Sydney, é outro que presta homenagem ao rapper, assassinado em 1996. Também na cidade mais famosa da Austrália está localizado o Butter, cujo menu oferece, entre outros aperitivos, o "Cheezus sandwich", inspirado em Yeezus, a alcunha de Kanye West.  

Instagram URL not provided

Atualmente, o hip-hop ocupa mais espaço no mainstream do que nunca. Nomes como Kendrick Lamar,  Kanye West, Post Malone e Jay-Z têm levado o gênero musical a um grupo cada vez maior de pessoas. Na medida em que ele avança em popularidade, mais estabelecimentos percebem na temática uma forma de embolsar — como aconteceu com a febre dos Hard Rock Café pelo mundo nos anos 1990.

"Depois de uma viagem aos EUA, eu percebi que faltava em Sydney algo que remetesse à vibe do hip-hop e, em particular, às comidas americanas", afirmou, ao "Guardian", Chady Khouzame, gerente do The Carter, restaurante também de Sydney que tem o nome inspirado em Jay-Z e Beyoncé. No cardápio, o The Carter traz pratos inspirados em Nicki Minaj e também em Notorious B.I.G (sempre ele!).

A ideia de ter bares inspirados no hip-hop apenas para gerar lucros tem desagradado quem percebe o gênero como fruto de uma identidade sócio-cultural específica. Em janeiro, a rede Milky Lane abriu uma nova filial de seu restaurante inspirada no hip-hop. A empresa descreveu o ambiente como situado "em uma rua de luxo, mas com sensação de gueto". Os dizeres foram considerados "racismo cultural e apropriação cultural no seu melhor" por Hau Latukefu, um apresentador de um programa sobre o gênero. 

Instagram URL not provided

Publicidade

Background

Relacionados

Canais Especiais