Rock in Rio 2019: Bebe Rexha critica a indústria da música e pede parceria ‘girl power’ com Ariana Grande
Inspiração

Rock in Rio 2019: Bebe Rexha critica a indústria da música e pede parceria ‘girl power’ com Ariana Grande

0Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do Pinterest

Publicidade

A indústria do entretenimento pode parecer um conto de fadas aos olhos de quem consome suas músicas e filmes. Mas para artistas iniciantes que estão no olho do furacão, nada é fácil. A cantora Bebe Rexha, que vem ao Rock in Rio 2019, tem uma história complicada para contar nesse sentido. No começo da carreira, ela conta que o machismo e a ditadura da magreza imposta pelo mercado lhe tiraram várias oportunidades. 

LEIA MAIS: Adele, Bebe Rexha, Lady Gaga... O que os artistas já falaram sobre saúde mental?

VEJA TAMBÉM: Bebe Rexha fala sobre bipolaridade: 'Não tenho vergonha da minha doença'

Um dos episódios aconteceu com Dr. Luke, acusado por Kesha por assédio. Bebe Rexha conta que teve um ataque de pânico ao ir ao estúdio na casa do produtor e ser pressionada para compor um hit. "Eu entrei no estúdio e sentei no sofá com esse cara que me diz: 'Você não tem nenhum hit. Eu tenho. Eu vou lá para baixo me divertir com meus amigos enquanto você vai ouvir essas faixas, escolher a sua preferida, escrever a melodia e as letras, fazer o vocal e depois eu volto. Aí você pode ir para casa'", lembrou Bebe, em entrevista ao "The Times". 

Bebe Rexha durante apresentação no Madison Square Garden, em dezembro de 2018 / Foto: Getty Images
Bebe Rexha durante apresentação no Madison Square Garden, em dezembro de 2018 / Foto: Getty Images

"Eu estava apavorada. Entrei na cabine de gravação e tive um ataque de pânico. Liguei para minha mãe chorando e disse: 'você não entende, seu eu não escrever algo bom, esse cara vai falar para o Dr. Luke que eu não valho nada'."

A cantora conta que, mais tarde, ao se encontrar com Dr. Luke em Malibu e ser questionada sobre como andavam as sessões de gravação, ela respondeu a verdade: nada ia bem. "O almoço não durou muito (depois disso)", lembra. "Eu entrei no carro depois, e uma mulher que trabalha pra ele diz: 'Você nunca diz algo assim para o Dr Luke. Você diz que está tudo bem e depois você pode me contar o que está acontecendo de verdade'. Mas eu falei pra ela: 'eu sou de Nova York, nós não mentimos'." 

Não é a primeira vez que Bebe Rexha abre o jogo sobre os bastidores do mundo da música. No começo do ano, ao ser indicada para um Grammy, a cantora usou o Instagram para criticar designers do mundo fashion que não concordaram em vesti-la para a ocasião por considerarem Bebe "muito grande". 

Bebe Rexha usou vestido de August Getty no tapete vermelho do Grammy 2019 / Foto: Getty Images
Bebe Rexha usou vestido de August Getty no tapete vermelho do Grammy 2019 / Foto: Getty Images

"Se um tamanho 38/40 é muito grande, eu não tenho o que te dizer. Assim eu não quero usar seus vestidos porque é loucura vocês dizerem que as mulheres que vestem 40 não são lindas e não podem usar seus vestidos. Então, para todos os que disseram que eu não posso usar suas roupas, fodam-se", comentou na época. A cantora acabou sendo vestida por August Getty, que fez peças estonteantes para a artista. 

Na última semana, Bebe Rexha contou aos seguidores do Twitter que gostaria muito de fazer uma parceria com Ariana Grande. "Mil vezes sim, eu quero fazer uma espécie de hino feminino", respondeu a um fã.

Instagram URL not provided

Publicidade

Background

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest