Sabe aquelas músicas conhecidas como 'feat'? Elas têm mais chance de ser um hit
Entretenimento

Sabe aquelas músicas conhecidas como 'feat'? Elas têm mais chance de ser um hit

De uns tempos para cá, as parcerias entre artistas se tornaram tão frequentes no mundo da música que já ganhou até um nome adaptado em português: o famoso 'feat'. A palavra nada mais é do que uma abreviação de "featuring" que, em inglês, quer dizer algo como "com". Recentemente, um estudo analisou músicas do tipo e constatou que a frequência com que elas têm aparecido entre as mais tocadas cresceu exponencialmente nos últimos 20 anos em listas como o Hot 100, da Billboard. Seria o 'feat' a fórmula do sucesso?

Um exemplo disso é "Girls Like You", faixa da banda californiana Maroon 5 em parceria com a rapper Cardi B. Da improvável união entre os dois artistas, saiu uma música que alcançou um feito raro: permanecer por 32 semanas dentro do Top 10 da lista da publicação americana. O feito não é comum: apenas "Closer", do Chainsmokers com Halsey (outro 'feat'), e "How Do I Live", de LeAnn Rimes (1997), permaneceram por semelhante tempo no intervalo das "queridinhas". Acima delas, apenas "Shape Of You", de Ed Sheeran, que em 2017 permaneceu 33 semanas na zona.

Músicas cantadas por dois ou mais artistas não são novidade. O que se faz novo no cenário atual é a intensidade com que elas têm sido abraçadas de forma mais intensa do que o habitual. A pesquisa observou que músicas que apresentem parcerias entre artistas de gêneros diferentes, particularmente, tem uma probabilidade maior de entrar no Top 10 do que que faixas de apenas um artista. Além disso, quanto maior o grau de diferença cultural entre os artistas, mais sucesso a música parecia ser em termos de posição no gráfico.

Os autores do estudo sugerem que a fórmula do sucesso vem da capacidade dos artistas de diferentes gêneros combinarem seus estilos, unindo as respectivas especialidades de cada um, ao mesmo tempo em que juntam duas bases de fãs ouvintes. As escolhas para parcerias são analisadas de forma em que as duas partes se vejam complementando suas marcas. Em resumo, nunca pensa que essas colaborações que ouvimos são feitas de forma aleatória.

"Eu esperava que o 'feat' representasse uma rota para o sucesso nas listas, e isso estava correto, mas eu fiquei surpresa em como isso se espalhou para fora do hip-hop, onde o fenômeno se iniciou", afirma à "Rolling Stone" Andrea Ordanini, professor de marketing da Bocconi University em Milão, na Itália, e principal autor do estudo.

Junto com Joseph Nunes, professor de marketing da Marshall School of Business da USC e co-autor do projeto, Andrea pretende continuar a pesquisa, acrescentando a ela observações sobre a relação entre a autoria das músicas e sua popularidade nas listas de mais tocadas. A pesquisa também pode se expandir para campos adjacentes. “Embora não tenhamos evidências em outros contextos fora da música, se nosso argumento estiver correto, poderemos ver fãs empolgados com parcerias entre gêneros diferentes em outras indústrias culturais, como cinema ou entretenimento”, diz.

Com informações da "Rolling Stone" e da "Forbes".

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest