Santana narra viagem e 'susto' em Woodstock: ‘Pura alegria. Vou lembrar até o meu último dia’
Entretenimento

Santana narra viagem e 'susto' em Woodstock: ‘Pura alegria. Vou lembrar até o meu último dia’

Em 1969, a banda Santana era um dos números menos conhecidos entre os que se apresentariam em Woodstock. O grupo liderado por Carlos Santana havia se formado apenas três anos antes e tinha nome bem menos popular do que os de ídolos da época, como Janis Joplin ou Jimi Hendrix. Com a vaga que lhe foi agraciada pelas mãos de Bill Graham, então empresário da banda, os roqueiros aproveitaram a chance que tiveram e viram a vida mudar depois daquele sábado, dia 16 de agosto.

"O Bill nos convidou para sua casa em Mill Valley e disse que haveria um show que mudaria as nossas vidas. 'Depois desse show, as pessoas vão olhar para vocês como elas olham para o Doors e Jimi Hendrix'. Nós viramos os olhos: 'Bill, nós somos de Mission (bairro em São Francisco). A gente não compra esse papo de rock star", contou Carlos Santana em entrevista ao "New York Times".

Woodstock: David Brown e Carlos Santana se apresentam no festival, em 1969 / Foto: Getty Images
Woodstock: David Brown e Carlos Santana se apresentam no festival, em 1969 / Foto: Getty Images

O artista lembra que a previsão era que a banda só subisse ao palco no começo da madrugada. Por volta de 12h30, ele aceitou tomar uma dose de mescalina ("Eu costumava tomar LSD e mescalina, então eu tinha noção do timing"). Até a hora do show, tudo estaria bem. "Duas horas depois que eu tomei, alguém me diz que eu preciso subir ao palco imediatamente ou eu não tocaria. Naquele momento eu estava realmente absorto, entende? Eu me apeguei a minha fé e ao que minha mãe me ensinou. Eu só pedia para conseguir ficar no tom e no ritmo".

Resultado? O tempo todo em que estava no palco de Woodstock, Santana estava chapado. "Você pode notar pela minha linguagem corporal. Eu estava lutando com a guitarra para manter tudo equilibrado. Esse é o segredo para tudo na vida. Se você está sóbrio ou doido de mescalina, mantenha sua compostura e equilíbrio”. Santana destaca os shows de Sly and the Family Stone e Jimi Hendrix como os melhores do festival. Em terceiro, brinca que todo mundo tem que brigar com ele na disputa.

Carlos Santana em Woodstock / Foto: Getty Images
Carlos Santana em Woodstock / Foto: Getty Images

O guitarrista sabia que o show seria um sucesso mesmo ainda do palco. "Parecia que alguém havia aberto um hidrante com água gelada para as crianças brincarem durante o dia mais quente do verão no Harlem. Pura alegria!", conta. "É algo que eu vou me lembrar até o dia que eu deixar este planeta."

Canais de Marcas

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest