Sita Abellán, Honey Dijon e Peggy Gou: as DJs que são lindas e estão na moda — como designers e empresárias
Entretenimento

Sita Abellán, Honey Dijon e Peggy Gou: as DJs que são lindas e estão na moda — como designers e empresárias

As DJs Sita Abellán (Espanha), Honey Dijon (EUA) e Peggy Gou (Coréia do Sul) têm tudo a ver além da cena eletrônica. As três mulheres — uma delas, a americana, é trans — são, além de grandes agitadoras de festas ao redor do mundo, ícones da moda e influencers incríveis para você seguir no Instagram. A espanhola Sita, de 25 anos, por exemplo, é modelo profissional, já desfilou para algumas grifes internacionais e participou das gravações do clipe "Bitch Better Have My Money", de Rihanna. Podre de chique, não é mesmo?

Ela também é dona de uma linha de joias chamada Lillith desde 2018. No lançamento da primeira coleção da marca, durante a badalada semana de moda de Paris, nomes da música como o ícone do reggaeton J. Balvin e o DJ alemão Boys Noize apareceram usando modelos de pulseiras, cordões e correntes assinados pela DJ fashionista.

Quando não está metida em seus projetos paralelos à música, Sita aproveita para postar fotos com roupas superestilosas em seu Instagram — @sitabellan (670 mil seguidores) —, e toca nas boates Ushuaïa e DC10 em Ibiza, Yes em Nova York, Trade em Miami, ou em algum desfile de seus amigos estilistas.

Sita Abellán comanda as pick ups com muito estilo/Reprodução/Instagram
Sita Abellán comanda as pick ups com muito estilo/Reprodução/Instagram
Sita Abellán em um visual com uma pegada bastante asiática/Reprodução/Instagram
Sita Abellán em um visual com uma pegada bastante asiática/Reprodução/Instagram

Honey Dijon, mulher trans, negra e DJ experiente (ela é considerada uma das pioneiras da house music), não segue a mesma linha de Sita quando o assunto é moda, mas é tão influente quanto ela. Enquanto a espanhola mira em visuais mais modernos, com um estilo alternativo e irreverente parecido com o de Billie Eilish, a americana de Chicago aposta em looks mais sérios e casuais. Ela lembra muito as grandes modelos dos anos 1980, como a diva Naomi Campbell.

Queridinha das grifes Dior e Burberry para tocar em seus desfiles, ela decidiu se aventurar como designer. Em breve, a artista lançará a coleção "Honey Fucking Dijon", que terá camisetas e bolsas projetadas especialmente para DJs, em parceria com a conceituada marca japonesa Comme des Garçons. Para ser um dos 132 mil seguidores de Honey, basta acessar o@honeydijon.

Black is beautiful, right, Honey Dijon?/Reprodução/Instagram
Black is beautiful, right, Honey Dijon?/Reprodução/Instagram
Casuais, mas cheios de estilo: assim são os looks de Honey Dijon/Reprodução/Instagram
Casuais, mas cheios de estilo: assim são os looks de Honey Dijon/Reprodução/Instagram

Outra que deu uma pausa nas pick ups para dedicar-se à moda foi a DJ sul coreana baseada em Berlim Peggy Gou. Ela precisou interromper brevemente sua turnê internacional para desenvolver a sua linha de roupas Kirin, especializada em streetwear. Musa do designer e diretor artístico da Louis Vuitton Virgil Abloh, Peggy foi apresentada por ele aos executivos da New Guards Group, holding italiana de produção e distribuição de moda de luxo que assumirá a produção da Kirin.

Apesar de dedicar-se à música desde 2016, a paixão pela moda sempre esteve em primeiro lugar na vida de Peggy. Antes de pensar em lançar sua primeira track, ela havia estudado moda em Londres. Só depois de muito se frustrar nesse universo, ela decidiu migrar para Berlim e investir na música, que a levou a realizar um de seus maiores sonhos: ter sua própria grife. Além do mais, ela eventualmente posa para campanhas da Louis Vuitton, Nike e Ray-Ban. O Instagram de Peggy é @peggygou_ (924 mil seguidores).

Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest