Slipknot: a evolução e a história das máscaras da banda
Entretenimento

Slipknot: a evolução e a história das máscaras da banda

É característica inconfundível da banda norte-americana de heavy metal Slipknot o uso de máscaras — às vezes até um tanto assustadoras — durante as apresentações. Conhecidos principalmente pelos nomes das personas que representam no palco, os integrantes usam as peças desde um pouco antes do primeiro show que fizeram, bem no Halloween de 1995. A pregnância dos itens é tanta, que fãs já perguntaram a Paul Harries, fotógrafo constante no início da carreira da banda, se os membros tinham de fato rostos reais por trás dos adereços.

Por conta de todo o lado misterioso (e com ar de lenda) das máscaras do Slipknot, o site "Louder" listou e explicou a história de cada uma junto ao contexto dos álbuns. Dá só uma olhada:

Slipknot (1999)

Corey Taylor

Com dreadlocks saindo do topo e um rosto inexpressivo e fantasmagórico, o vocalista Corey Taylor sentiu que sua primeira máscara permitia que a música da banda fosse mais pura. “A música, então, era basicamente um modelo para um bando de caras gostosos venderem um monte de merda que não significava nada. Nós colocamos uma máscara e não somos sobre os nossos rostos. Sempre vai ser a música primeiro".

Máscara de Corey Taylor para o "Slipknot" / Foto: Reprodução
Máscara de Corey Taylor para o "Slipknot" / Foto: Reprodução

Mick Thomson

A primeira máscara do guitarrista Mick Thomson era um objeto de hóquei comprada em loja. Mais tarde, ele a transformou em um adereço de couro preto.

Máscara de Mick Thomson para o "Slipknot" / Foto: Reprodução
Máscara de Mick Thomson para o "Slipknot" / Foto: Reprodução

Jim Root

O guitarrista Jim Root herdou sua primeira máscara de seu antecessor na banda, Josh Brainard, mas a achava muito desconfortável. Então, resolveu adotar a de bobo da corte, pois sentia que essa refletia melhor sua personalidade.

Máscara de Jim Root para o "Slipknot" / Foto: Reprodução
Máscara de Jim Root para o "Slipknot" / Foto: Reprodução

Craig Jones

Inicialmente, o membro mais enigmático da banda simplesmente usava um par de calcinhas na cabeça. Mas isso foi antes de ter um capacete velho, com longos pregos martelados e uma lanterna no topo.

Máscara de Craig Jones para o "Slipknot" / Foto: Reprodução
Máscara de Craig Jones para o "Slipknot" / Foto: Reprodução

Sid Wilson

A máscara de DJ Sid Wilson sempre mudava drasticamente de álbum para álbum. Sua primeira foi uma simples máscara de gás. Básica, mas futurista.

Máscara de Sid Wilson para o "Slipknot" / Foto: Reprodução
Máscara de Sid Wilson para o "Slipknot" / Foto: Reprodução

Shawn Crahan

A icônica máscara de palhaço de Shawn Crahan foi a que iniciou toda a ideia. “Eu estava no shopping com uma namorada e entrei em uma loja de Halloween. Havia uma máscara de palhaço lá e quando eu a coloquei, me tornei outra coisa. Foi US$ 49, sendo que eu tinha US$ 50 no meu bolso. Eu deveria comprar o almoço da minha namorada, então ela ficou muito chateada por eu ter gastado todo o meu dinheiro com a máscara. Bem... A namorada se foi, mas ainda guardo a máscara".

Máscara de Shawn Crahan para o "Slipknot" / Foto: Reprodução
Máscara de Shawn Crahan para o "Slipknot" / Foto: Reprodução

Chris Fehn

Uma máscara de gafanhoto, com uma boca que poderia ser fechada e um longo e fálico nariz de Pinóquio — que o percussionista Chris Fehn "masturbava" com frequência no palco. "Isso reflete minha personalidade cômica", disse ele.

Máscara de Chris Fehn para o "Slipknot" / Foto: Reprodução
Máscara de Chris Fehn para o "Slipknot" / Foto: Reprodução

Paul Gray

O baixista e compositor Paul Gray inicialmente envolvia uma fita adesiva na cabeça, antes de decidir pôr uma máscara de porco do Dia das Bruxas para a estreia da banda. Os outros membros disseram que o adereço refletia natureza de auto-benevolência do músico.

Máscara de Paul Gray para o "Slipknot" / Foto: Reprodução
Máscara de Paul Gray para o "Slipknot" / Foto: Reprodução

Joey Jordison

Uma noite, quando Joey Jordison ainda era criança, a mãe dele chegou em casa de uma festa de Halloween usando uma máscara de Kabuki (conhecida no teatro japonês) totalmente vazia — portanto, aterrorizante. Seu olhar sem emoção ficou com o músico, que decidiu adotá-la para o Slipknot.

Máscara de Joey Jordison para o "Slipknot" / Foto: Reprodução
Máscara de Joey Jordison para o "Slipknot" / Foto: Reprodução

Iowa (2001)

Corey Taylor

A máscara da era "Iowa" usada por Corey era virtualmente a mesma que a do álbum de estreia da banda, exceto por ser mais escura para se adequar ao humor do Slipknot na época. “Eu estava bebendo como um peixe. Foi ruim, era uma hora assustadora para estar na banda, porque eu não dava a mínima e não era de um jeito bom”.

Máscara de Corey Taylor para o "Iowa" / Foto: Reprodução
Máscara de Corey Taylor para o "Iowa" / Foto: Reprodução

Mick Thomson

Naquele momento, Thomson usava a mesma máscara que usou na estreia da banda, mas pintada para parecer metálica. Caracterizada pela grade boca — uma referência à velha máscara de hóquei —, ela levou um conceito em que o guitarrista se prendeu por um bom tempo.

Máscara de Mick Thomson para o "Iowa" / Foto: Reprodução
Máscara de Mick Thomson para o "Iowa" / Foto: Reprodução

Jim Root

A máscara de Root quase não muda ao longo da história da banda e, para "Iowa", era simplesmente uma versão mais detalhada de sua antecessora: rosto de bobo da corte, boca de zíper e olhos vermelhos e ameaçadores. "Os caras escolheram essa máscara para me domar", disse ele. “Eu era um cara tímido antes de entrar para essa banda. Agora sou uma aberração".

Máscara de Jim Root para o "Iowa" / Foto: Reprodução
Máscara de Jim Root para o "Iowa" / Foto: Reprodução

Craig Jones

Para "Iowa", o capacete de Jones se transformou em uma máscara de tortura, mas ainda com pregos projetando-se dela. Ele acrescentou um zíper na boca e, durante as entrevistas, fechava-o lentamente sempre que lhe direcionavam uma pergunta.

Máscara de Craig Jones para o "Iowa" / Foto: Reprodução
Máscara de Craig Jones para o "Iowa" / Foto: Reprodução

Sid Wilson

O adereço do DJ evoluiu rapidamente da simples máscara de gás da estreia da banda, para uma outra em forma de crânio. Wilson teve nove delas, dando um nome diferente a cada uma.

Máscara de Sid Wilson para o "Iowa" / Foto: Reprodução
Máscara de Sid Wilson para o "Iowa" / Foto: Reprodução

Shawn Crahan

A máscara de palhaço se desenvolveu rapidamente a partir da tradicional (e assustadora) da estreia para a sinistra encarnação de "Iowa". Ainda um palhaço, essa apresentava um pentagrama invertido, dois chifres e uma parte do couro cabeludo dilacerado, que revelava um cérebro sangrento.

Máscara de Shawn Crahan para o "Iowa" / Foto: Reprodução
Máscara de Shawn Crahan para o "Iowa" / Foto: Reprodução

Chris Fehn

A máscara de Fehn em "Iowa" era praticamente a mesma que ele usava no álbum homônimo, mas com uma diferença: "O cheiro piorou, cheirava a vômito, suor e mijo!"

Máscara de Chris Fehn para o "Iowa" / Foto: Reprodução
Máscara de Chris Fehn para o "Iowa" / Foto: Reprodução

Paul Gray

Gray era um dos poucos membros do Slipknot a aproveitar o período. “Claro, eu me diverti muito”, disse. Ele usava uma versão atualizada, ligeiramente mais humana e feita de látex, da máscara de porco que adotou na estreia da banda — só que com cortes na boca.

Máscara de Paul Gray para o "Iowa" / Foto: Reprodução
Máscara de Paul Gray para o "Iowa" / Foto: Reprodução

Joey Jordison

Jordison acrescentou tinta preta de cadáver à sua máscara de Kabuki, e ainda desfrutou da natureza vazia dela. “Você sente o que quer sentir: medo, o mal ou perversão”, disse ele. “Todas essas coisas em uma máscara”.

Máscara de Joey Jordison para o "Iowa" / Foto: Reprodução
Máscara de Joey Jordison para o "Iowa" / Foto: Reprodução

Vol.3: The Subliminal Verses (2004)

Corey Taylor

Os dreadlocks desapareceram no "Vol.3" e foram substituídos por cabelos multicoloridos, mas o rosto costurado e sem pele permaneceu enquanto Taylor lutava contra demônios pessoais por trás da máscara. “Eu estava praticamente bêbado desde o começo de 'Iowa' até os três primeiros meses de gravação do 'Vol. 3'”.

Máscara de Corey Taylor para o "Vol. 3" / Foto: Reprodução
Máscara de Corey Taylor para o "Vol. 3" / Foto: Reprodução

Mick Thomson

A versão da máscara de Thomson para o "Vol. 3" foi uma evolução relativamente simples da primeira máscara que o serviu nos primeiros dois ciclos de álbuns. “Se você sabe quem você é, não precisa mudar. Eu acho que acertei com essa por poder transmitir quem eu sou”, ele disse.

Máscara de Mick Thomson para o "Vol. 3" / Foto: Reprodução
Máscara de Mick Thomson para o "Vol. 3" / Foto: Reprodução

Jim Root

Novamente, a máscara do Root não mudou muito. Ela ainda é sinistra, mas no "Vol.3" os diamantes ao redor dos olhos são mais escuros e o rosto mais pálido.

Máscara de Jim Root para o "Vol. 3" / Foto: Reprodução
Máscara de Jim Root para o "Vol. 3" / Foto: Reprodução

Craig Jones

Para aquele momento, a máscara de Jones foi um pouco maior e os pregos que sobressaíam de sua cabeça eram ligeiramente mais longos, mas a aparência geral permaneceu a mesma: uma máscara de tortura pontiaguda.

Máscara de Craig Jones para o "Vol. 3" / Foto: Reprodução
Máscara de Craig Jones para o "Vol. 3" / Foto: Reprodução

Sid Wilson

A máscara de Wilson mudou de novo e se tornou uma caveira; um esqueleto tradicional com nariz enegrecido e dentes sujos.

Máscara de Sid Wilson para o "Vol. 3" / Foto: Reprodução
Máscara de Sid Wilson para o "Vol. 3" / Foto: Reprodução

Shawn Crahan

Como algum tipo de paciente pós-operado e horrível, o Crahan do "Vol. 3" usou uma máscara de palhaço feita de bandagens ensanguentadas colocadas em volta do rosto com um nariz vermelho macabro na frente. Depois de um tempo, ele arrancou o topo para deixar o cabelo cair, parecendo-se ainda mais um com um serial killer.

Máscara de Shawn Crahan para o "Vol. 3" / Foto: Reprodução
Máscara de Shawn Crahan para o "Vol. 3" / Foto: Reprodução

Chris Fehn

Semelhante às duas primeiras, a máscara de Fehn praticamente só mudou de cor para parecer enferrujada e mais antiga, mas manteve a essência: o nariz comprido e a boca com zíper.

Máscara de Chris Fehn para o "Vol. 3" / Foto: Reprodução
Máscara de Chris Fehn para o "Vol. 3" / Foto: Reprodução

Paul Gray

O rosto de porco foi deixado de lado no "Vol. 3" para ser substituído por um mais humano (estilo "Hannibal"), com pregos passando pelo bocal. Essa máscara também incluiu um buraco de bala. Por que não?

Máscara de Paul Gray para o "Vol. 3" / Foto: Reprodução
Máscara de Paul Gray para o "Vol. 3" / Foto: Reprodução

Joey Jordison

A máscara de Kabuki de Jordison permaneceu relativamente inalterada, mas recebeu novos desenhos de diferentes marcas de garras. "É muito difícil brincar com as máscaras às vezes", disse ele. "Você se sente como se estivesse trancado no inferno".

Máscara de Joey Jordison para o "Vol. 3" / Foto: Reprodução
Máscara de Joey Jordison para o "Vol. 3" / Foto: Reprodução

All Hope Is Gone (2008)

Corey Taylor

De certa forma, a máscara mais assustadora de Taylor é a mais assustadora de todas neste período. Não apresentava nenhum cabelo, e tinha um rosto quase inteiramente sem feições que parecia costurado ao crânio. Estranhamente branco.

Máscara de Corey Taylor para o "All Hope Is Gone" / Foto: Reprodução
Máscara de Corey Taylor para o "All Hope Is Gone" / Foto: Reprodução

Mick Thomson

Uma atualização mais irritada e ameaçadora do mesmo tema: a máscara de Thomson permaneceu futurista e com aparência metálica em toda a história da banda.

Máscara de Mick Thomson para o "All Hope Is Gone" / Foto: Reprodução
Máscara de Mick Thomson para o "All Hope Is Gone" / Foto: Reprodução

Jim Root

Mais uma vez, pouca coisa mudou: a máscara de Root ainda é a mesma de bobo da corte de antes. O diamante negro ainda está ao redor dos olhos, e o zíper ainda está fechado entre os lábios negros.

Máscara de Jim Root para o "All Hope Is Gone" / Foto: Reprodução
Máscara de Jim Root para o "All Hope Is Gone" / Foto: Reprodução

Craig Jones

A máscara se tornou mais metálica e com pregos um pouco mais longos, mas o visual de Jones não teve grandes transformações.

Máscara de Craig Jones para o "All Hope Is Gone" / Foto: Reprodução
Máscara de Craig Jones para o "All Hope Is Gone" / Foto: Reprodução

Sid Wilson

A máscara de Wilson, no entanto, sofreu uma mudança radical: agora seu rosto lembrava o de um transformer — ele é fã do programa de TV sobre carros robôs — e tinha sobrancelhas controláveis para permitir que ele mudasse de expressão.

Máscara de Sid Wilson para o "All Hope Is Gone" / Foto: Reprodução
Máscara de Sid Wilson para o "All Hope Is Gone" / Foto: Reprodução

Shawn Crahan

A máscara do Clown para o "All Hope Is Gone" era provavelmente a mais técnica: uma colcha de retalhos de couro preto, pesadas costuras vermelhas e brancas acompanhadas de zíperes (que eram ao mesmo tempo sinistros e chocantes). "Eu não quero que nada pareça humano — não há elementos humanos para isso", disse ele. “A máscara é feita de aço, então eu posso arrancar da minha cabeça e usá-la como uma arma. Não é uma coisa qualquer feita de plástico". Ele também tinha outra opção: um rosto mais humano, mas com uma falta perturbadora de características.

Máscara de Shawn Crahan para o "All Hope Is Gone" / Foto: Reprodução
Máscara de Shawn Crahan para o "All Hope Is Gone" / Foto: Reprodução

Chris Fehn

Ainda com o nariz comprido e a boca com zíper, a máscara para o "All Hope Is Gone" de Fehn não incluía mais o capuz que cobria a parte de trás de sua cabeça.

Máscara de Chris Fehn para o "All Hope Is Gone" / Foto: Reprodução
Máscara de Chris Fehn para o "All Hope Is Gone" / Foto: Reprodução

Paul Gray

Gray tinha duas máscaras para seus últimos anos na banda, ambas muito parecidas com a que usou para o "Vol. 3", mas uma com pequenas adições de rachaduras e outra com uma mancha de tinta.

Máscara de Paul Gray para o "All Hope Is Gone" / Foto: Reprodução
Máscara de Paul Gray para o "All Hope Is Gone" / Foto: Reprodução

Joey Jordison

Os pontos cirúrgicos no rosto de Joey e a coroa de espinhos davam-lhe o ar de um cristo demoníaco. As marcas eram definitivamente mais "mais arrepiantes do que nunca".

Máscara de Joey Jordison para o "All Hope Is Gone" / Foto: Reprodução
Máscara de Joey Jordison para o "All Hope Is Gone" / Foto: Reprodução

.5: The Gray Chapter (2014)

Corey Taylor

A máscara mais humana de Taylor: uma face de dois pedaços quase realista, mas que parecia impregnada de doença e repulsa. "Pessoas como eu, Clown, Sid mudamos nossas máscaras drasticamente", disse ele. "Porque, para mim, a máscara é uma representação da pessoa no interior, e ninguém permanece igual ao longo do tempo".

Máscara de Corey Taylor para o "The Gray Chapter" / Foto: Reprodução
Máscara de Corey Taylor para o "The Gray Chapter" / Foto: Reprodução

Mick Thomson

A boca é um pouco do de sempre — uma grade de cinco barras em frente aos dentes — mas, para a mais recente máscara de Thomson, a testa apresenta olhos mais detalhados e irritados.

Máscara de Mick Thomson para o "The Gray Chapter" / Foto: Reprodução
Máscara de Mick Thomson para o "The Gray Chapter" / Foto: Reprodução

Jim Root

A máscara de Root continua parecida — embora a boca de zíper tenha saído para dar lugar à longa barba que ele cultivou para o "Gray Chapter".

Máscara de Jim Root para o "The Gray Chapter" / Foto: Reprodução
Máscara de Jim Root para o "The Gray Chapter" / Foto: Reprodução

Craig Jones

Jones usa praticamente a mesma máscara que fez nos últimos três ciclos de álbuns: um capacete preto com aparência metálica, boca com zíper e pregos cada vez maiores projetando-se por toda parte.

Máscara de Craig Jones para o "The Gray Chapter" / Foto: Reprodução
Máscara de Craig Jones para o "The Gray Chapter" / Foto: Reprodução

Sid Wilson

O "Gray Chapter" trouxe outra mudança, e agora a máscara de Wilson é um capuz de couro preto, com olhos metálicos e redondos e dentes aterrorizantes (que podiam ser cobertos por um protetor bucal).

Máscara de Sid Wilson para o "The Gray Chapter" / Foto: Reprodução
Máscara de Sid Wilson para o "The Gray Chapter" / Foto: Reprodução

Shawn Crahan

A máscara de Crahan voltou a ser um rosto de palhaço mais tradicional, mas um palhaço que parecia ter perdido uma luta para um lobo, vivido uma vida dura desde então e que está pronto para bater em você por uma lata de cerveja.

Máscara de Shawn Crahan para o "The Gray Chapter" / Foto: Reprodução
Máscara de Shawn Crahan para o "The Gray Chapter" / Foto: Reprodução

Chris Fehn

No "Gray Chapter", o capuz estava de volta e a máscara era de uma coloração ouro-metálica. Embora o nariz comprido e a boca de zíper permanecessem, os olhos estavam mais tontos e tristes do que antes.

Máscara de Chris Fehn para o "The Gray Chapter" / Foto: Reprodução
Máscara de Chris Fehn para o "The Gray Chapter" / Foto: Reprodução

Alessandro Venturella

O substituto de Gray no baixo, Alessandro Venturella, e o substituto de Jordison na bateria, Jay Weinberg, iam inicialmente usar a mesma máscara como forma de serem incluídos na banda sem desrespeitar os membros do passado. No final, porém, Venturella recebeu uma máscara de ogro feita de remendos.

Máscara de Alessandro Venturella para o "The Gray Chapter" / Foto: Reprodução
Máscara de Alessandro Venturella para o "The Gray Chapter" / Foto: Reprodução

Jay Weinberg

O novo baterista recebeu uma máscara fortemente texturizada, com um pentagrama na testa e um zíper na boca.

Máscara de Jay Weinberg para o "The Gray Chapter" / Foto: Reprodução
Máscara de Jay Weinberg para o "The Gray Chapter" / Foto: Reprodução

Tem data para o álbum 6 do Slipknot?

Intitulado "We Are Not Your Kind", o sexto ábum do Slipknot já tem primeiro single ("Unsainted") — e novas máscaras. Apresentadas por Corey Taylor em seu perfil no Instagram, as novas peças compõem a atual fase da banda, que volta a liberar um trabalho completo no dia 9 de agosto deste ano.

Quem aí já está ansioso?

Novas máscaras do Slipknot para o álbum "We Are Not Your Kind" / Foto: Reprodução Instagram
Novas máscaras do Slipknot para o álbum "We Are Not Your Kind" / Foto: Reprodução Instagram

Canais de Marcas

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest