Taron Egerton veste t-shirt com bandeira do orgulho LGBT para cantar 'Your Song' com Elton John; veja
Entretenimento

Taron Egerton veste t-shirt com bandeira do orgulho LGBT para cantar 'Your Song' com Elton John; veja

Publicidade

Não é a primeira vez que Elton John e Taron Egerton, ator que interpreta o lendário cantor e pianista na cinebiografia "Rocketman", fazem uma colaboração musical. O primeiro "dueto" oficial foi em "(I'm Gonna) Love Me Again", faixa bônus da trilha sonora do longa-metragem — avaliado com 91% de críticas positivas no "tomatômetro" do site Rotten Tomatoes. Agora, a dupla se juntou para apresentar "Your Song" em um dos shows da turnê de despedida "Goodbye Yellow Brick Road" (veja o vídeo abaixo).

LEIA MAIS: Depois de Queen e Elton John... Boy George, vocalista do Culture Club, ganha cinebiografia

VEJA TAMBÉM: Elton John e equipe de 'Rocketman' comentam as canções mais significativas da trilha sonora do filme

Para a ocasião especial, Taron vestiu uma t-shirt preta estampada com as cores do arco-íris, tema da bandeira do orgulho LGBT — aliás, junho é o mês totalmente dedicado a chamar atenção sobre a causa queer. O jovem de 29 anos também usava um dos óculos espalhafatosos de Elton que, por sua vez, escolheu um modelo de coração para acompanhar o amigo.

Elton John e Taron Egerton se tornaram 'melhores amigos' desde a escalação do jovem o ator para o papel em 'Rocketman'/Getty Images
Elton John e Taron Egerton se tornaram 'melhores amigos' desde a escalação do jovem o ator para o papel em 'Rocketman'/Getty Images

Já que estamos falando sobre o mês do orgulho LGBT, não podemos deixar de citar que "Rocketman" é considerado o primeiro filme popular de um grande estúdio de Hollywood a trazer uma cena  explícita de sexo gay. Em alguns países onde a homossexualidade é crime, como a Rússia, esses trechos foram cortados por serem considerados "propaganda homossexual". Oi?

Em um comunicado, Elton John e a equipe de "Rocketman" afirmaram que "rejeitam totalmente essa decisão" e que não estavam cientes do ocorrido.

"A Paramount contou com a ajuda de parceiros corajosos e valentes que permitiram criar esse filme, uma homenagem à vida extraordinária de Elton", dizia o comunicado. "O distribuidor local editou algumas cenas, negando o público de assistir ao filme exatamente como ele era. Isso é um triste reflexo do mundo preconceituoso e dividido em que vivemos. Como ainda podemos ser tão cruéis e não aceitar o amor entre duas pessoas?"

No Instagram, Taron declarou estar "triste" com a censura das cenas. "Estou muito desanimado com essa notícia sobre a censura de alguns trechos na Rússia. Não tolero essa decisão e estou desapontado por não ter tomado conhecimento antes e tido a oportunidade de lutar contra isso. Amor é amor!" escreveu ele.

Publicidade

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest