Testament: novo disco tem inspiração em curandeiros indígenas que ajudaram a tratar câncer de Chuck Billy
Entretenimento

Testament: novo disco tem inspiração em curandeiros indígenas que ajudaram a tratar câncer de Chuck Billy

Com “Titans of Creation”, o Testament parece tão energizado quanto durante o auge do thrash dos anos 80. O novo disco, que será lançado em 3 de abril, carrega uma carga pessoal de Chuck Billy, que teve câncer em 2001 e se recuperou posteriormente. Além disso, traz de volta sua formação clássica, com o guitarrista e fundador Eric Peterson, o guitarrista Alex Skolnick, o baterista Gene Hoglan e o baixista Steve Di Giorgio, que começam a turnê em 20 de abril.

O novo material parece trazer a mesma química do grupo em seus dois primeiros álbuns, "The Legacy", de 1987, e "The New Order", de 1988. "Nesse registro, deixei Eric liderar, já que no passado sempre assumi uma posição que entrava em conflito com ele. 'Oh, não é pesado o suficiente' ou 'eu não gosto desse riff — é muito fraco'. Sempre havia algo em que eu discordava. Era assim que costumávamos formar músicas", admite Chuck em entrevista à "Billboard".

O vocalista acha que foi um disco melhor, porque deu a Eric espaço para uma grande variedade de riffs. "Eu vou até a casa dele, pego um microfone, ele toca as músicas e eu caio dentro. Improvisamos e gravamos. É assim que tudo começa. Eu deixo tocar no 'repeat' no meu carro e depois as minhas melodias e letras vão surgindo", conta ele sobre a parceria.

Além de temas comuns na carreira do Testament, como aniquilação nuclear (“WWIII”), cultos religiosos (“Children of the Next Level”) e fenômeno sobrenaturais (“Dream Deceiver”), algumas faixas do novo disco têm temas mais contemporâneos, como “Symptoms” e “The Healers”. “Alex escreveu ‘Symptoms’, que fala sobre doenças mentais e depressão. Com tanta coisa acontecendo na indústria da música, como com a morte de Chris Cornell, eu achei que seria um assunto apropriado”, fala Chuck, que faz questão de dizer que gosta do estilo lírico de Alex, bem diferente do de Eric. “Ele aborda o tempo dos vocais de outra forma. Suas duas músicas — ‘Symptoms’ e ‘Code of Hammurabi dão ao álbum uma sensação diferente”, destaca.

Chucky em ação, em um show do Testament em fevereiro, na Espanha. Foto: Getty Images
Chucky em ação, em um show do Testament em fevereiro, na Espanha. Foto: Getty Images

A faixa “The Healers” foi inspirada na experiência do cantor com a doença. "Fui ver três curandeiros nativos e queria incorporar no álbum algo do que eles fizeram por mim", diz, explicando porque demorou a falar publicamente sobre o câncer, que foi detectado em 2001. "Eu não queria escrever sobre isso antes porque lembrei de uma história da minha avó. Tínhamos um tio que estava doente com leucemia e um curandeiro foi vê-lo. Pouco antes de sair, ele disse: 'Ele vai ficar bem. Apenas não fale sobre isso. Viva sua vida'. Eu não sei; algo sobre isso ficou comigo. Mas agora eu realmente quero prestar homenagem a eles", conta Chuck, que é descendente dos Pomo, índios nativos da Califórnia.

O vocalista conta que nunca havia se interessado muito por essa ancestralidade até ficar doente. "Fui criado com todas essas histórias, mas nossa família era católica. Minha mãe era muito religiosa e eu ia à igreja todo domingo. Mas ao longo dos anos — especialmente depois do meu câncer — eu comecei a valorizar mais a espiritualidade do que a religião", conta.

Seu pai nasceu numa reserva, mas não queria os filhos crescessem lá. "Isso nos separou um pouco da nossa cultura, e quando voltei à reserva, me senti confortável vendo como todos nós somos parecidos. Muitos índios pomo têm a mesma forma e constituição de peito grande. Eles são pessoas grandes e altas. O triste é que perdemos muito do nosso idioma e costumes ao longo dos anos", lamenta. Chuck já foi parte, inclusive, da exposição “Up Where We Belong: Native Americans in Popular Culture” no The Smithsonian’s National Museum em 2010. Em 2013, ele foi homenageado pela Assembleia Estadual da Califórnia por sua influência positiva na comunidade nativa americana e no público em geral.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest