'The Beatles — Get Back': o que esperar do novo doc de Peter Jackson sobre a banda
Entretenimento

'The Beatles — Get Back': o que esperar do novo doc de Peter Jackson sobre a banda

A nuvem carregada e o clima sombrio que pairaram sobr o filme “Let It Be”, lançado pouco tempo depois do anúncio da separação dos Beatles, nem chegaram perto do novo lançamento sobre o quarteto de Liverpool. As disputas internas que acabaram com a banda ficam de lado no longa "The Beatles — Get Back", de Peter Jackson, que estreia em setembro.

O diretor das franquias "O Senhor Dos Anéis" e "O Hobbit" foi o escolhido para a empreitada, que será distribuída pela Walt Disney Studios. "Get Back" cria um novo filme a partir de 55 horas de imagens inéditas e 140 horas de áudio que geraram a canção de 1970 do grupo, "Let It Be".

Veja alguns pontos altos da produção que tem data de estreia para 4 de setembro:

Sombras x luz

O novo documentário contrasta com o filme “Let It Be”, que tem uma atmosfera sombria e expôs muitas das brigas e disputas internas que culminaram na separação dos Beatles. A produção anterior foi filmada pelo britânico Michael Edward Lindsay-Hogg em janeiro de 1969 mas lançada em maio de 1970, três semanas após o término oficial dos Beatles. Uma versão totalmente restaurada do filme original está prometida para depois do lançamento de "Get Back". "Fiquei aliviado ao descobrir que a realidade é muito diferente do mito. Claro, há momentos de drama — mas nenhuma das discórdias com as quais esse projeto está associado há muito tempo. Observar John, Paul, George e Ringo trabalhando juntos, criando músicas agora clássicas a partir do zero, não é apenas fascinante — é engraçado e surpreendentemente íntimo", disse Peter em um comunicado. A "Variety" diz que teve acesso a um trailer ultra-secreto de "Get Back" e confirma realmente que o filme mostra um mundo diferente: é mais brilhante visual e espiritualmente, com muitas e muitas cenas dos Beatles brincando e tirando sarro um do outro.

Os Beatles em uma cena de "Let It Be". Foto: Apple Corps
Os Beatles em uma cena de "Let It Be". Foto: Apple Corps

'Parece que foi ontem'

O presidente da Disney, Robert A. Iger, disse que imagens restauradas parecem ter sido filmadas ontem. A Park Road Post Production de Wellington, Nova Zelândia, foi a responsável pela restauração. "Nenhuma banda teve o impacto no mundo que os Beatles tiveram, e 'The Beatles: Get Back' é um lugar na primeira fila da dinâmica interna desses gênios em um momento seminal na história da música. Não poderia estar mais feliz com a Disney compartilhando o impressionante documentário de Peter Jackson com o público em setembro". O diretor reforça: "É como uma máquina do tempo que nos transporta de volta para 1969, e nós sentamos no estúdio assistindo esses quatro amigos fazendo boa música juntos".

Peter Jackson dirigiu o novo documentário sobre os Beatles, que estreia em setembro. Foto: Getty Images
Peter Jackson dirigiu o novo documentário sobre os Beatles, que estreia em setembro. Foto: Getty Images

Filme autorizado

O nome de Peter Jackson foi aprovado por Paul McCartney e Ringo Starr. As viúvas Yoko Ono e Olivia Harrison "deram apoio entusiasmado". “Estou realmente feliz que Peter tenha vasculhado nossos arquivos para fazer um filme que mostre a verdade sobre a gravação dos Beatles juntos. A amizade e o amor entre nós se aproximam e me lembram o tempo maravilhoso que passamos”, disse Paul. Ringo acrescentou: "Estou realmente ansioso por este filme. Havia horas e horas apenas de risadas e música, nada parecidas com a versão que saiu. Houve muita alegria e acho que Peter mostrará isso. Acho que esta versão será muito mais tranquila e amorosa, como realmente éramos”.

Paul McCartney diz que o documentário mostra a verdade sobre os Beatles juntos. Foto: Getty Images
Paul McCartney diz que o documentário mostra a verdade sobre os Beatles juntos. Foto: Getty Images

Quando os Beatles subiram no telhado

Um dos destaques do documentário são as imagens adicionais da lendária performance de 42 minutos em 30 de janeiro de 1969 no telhado da sede da Apple Corps em Londres — sua última apresentação ao vivo e o final do documentário "Let It Be". A apresentação não chamou muita atenção na época pois as pessoas que se reuniram na rua não conseguiam ver a banda e nem tinham certeza de que eram os Beatles. Mas para aqueles que assistiram do alto do escritório em Saville Row e de telhados próximos, a apresentação na hora do almoço foi uma chance de ver uma banda tão forte como sempre, tocando "Get Back", "Don't Let Me Down", "I've Got A Feeling", "The One After 909" e "Dig A Pony" repetidas vezes.

Ajustes técnicos

O tecladista Billy Preston, que se apresentou com os Beatles no telhado, disse que o local foi ideia de John. Eles anunciaram a apresentação no dia anterior e trabalharam durante toda a noite para se preparar. O engenheiro Alan Parsons disse ao "Guitar Player" que, em cima da hora, outro profissional o mandou comprar meias-calças para colocar os microfones para minimizar o ruído do vento. "Devem ter achado na loja que eu era travesti ou que era para um assalto", lembrou Alan. A configuração foi criada para criar a sensação de uma performance ao vivo, mas a qualidade do som foi a de uma gravação em estúdio. Cabos que corriam do telhado até o estúdio do porão capturavam a música, enquanto os alto-falantes se inclinavam para baixo para captar os pedestres.

A performance no telhado, a última apresentação dos Beatles ao vivo. Foto: Getty Images
A performance no telhado, a última apresentação dos Beatles ao vivo. Foto: Getty Images

Nos bastidores, as brigas

Nos bastidores, a unidade da banda estava sendo mantida por um fio. Eles discordavam com tudo e certa vez George abandonou um ensaio, declarando que estava deixando a banda. Os quatro discutiam com frequência sobre o rompimento. Depois que gravaram o álbum "Abbey Road", seguiram caminhos separados. Logo após divulgarem a separação, em abril de 1970, lançaram "Let It Be", com músicas que haviam cantado no telhado e outras de estúdio.

Tags relacionadas:
EntretenimentoBeatlesCinema

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest