The Who: 40 anos após tragédia com 11 mortos em tumulto, banda marca novo show em Cincinnati
Entretenimento

The Who: 40 anos após tragédia com 11 mortos em tumulto, banda marca novo show em Cincinnati

A banda The Who anunciou na noite dessa terça (3/12) que fará seu primeiro concerto em Cincinnati, no estado americano de Ohio, depois do trágico acontecimento há 40 anos, quando 11 fãs morreram em um tumulto antes de seu show. A apresentação está marcada para o dia 23 de abril na BB&T Arena da Northern Kentucky University. O espaço fica do outro lado do rio Ohio, a 11 quilômetros do local do concerto de 3 de dezembro de 1979 onde, além dos mortos, mais de 20 pessoas ficaram feridas em 3 de dezembro de 1979. A falta de organização foi um dos motivos que levou à confusão, afinal, milhares de fãs estavam há horas em uma gigantesca fila para tentar pegar os primeiros lugares.

O anúncio veio depois que uma emissora de TV de Cincinnati exibiu um documentário com entrevistas com o vocalista Roger Daltrey, 75 anos, e o guitarrista Pete Townshend, 74, os integrantes originais da banda britânica que surgiu na década de 1960. Os dois falaram que até hoje ficam assombrados com tragédia. "Agora podemos conversar sobre isso quando voltarmos", diz Townshend.A banda incluiu o show nas datas de 2020 da turnê "Moving On!". "Estou muito feliz por termos a oportunidade de voltar", diz o guitarrista.

Roger Daltrey e  Pete Townshend anunciaram o show na cidade onde, há 40 anos, 11 pessoar morreram em tumulto antes da apresentação da banda. Crédito: Getty Images
Roger Daltrey e Pete Townshend anunciaram o show na cidade onde, há 40 anos, 11 pessoar morreram em tumulto antes da apresentação da banda. Crédito: Getty Images

O Who doará parte dos lucros do concerto de Cincinnati a um fundo de bolsas em benefício de estudantes no subúrbio de Finneytown, na mesma cidade. Em 2018, Daltrey visitou um memorial da Finneytown High School e a banda apoia o programa de bolsas de estudos da instituição. Três dos 11 mortos, incluindo duas meninas de 15 anos, as vítimas mais jovens, estudavam na Finneytown High.

Naquela noite, a banda só ficou sabendo da tragédia ao final do show. O empresário Bill Curbishley argumentou que, se a apresentação fosse interrompida, seria impossível para as autoridades controlar a multidão no Riverfront Coliseum.

"Apesar de tudo, ainda me sinto inadequado. Não conhecia aqueles jovens mas, para mim, é como se tivesse deixado um pouco da minha alma em Cincinnati", diz Townshend.

Destroços no Riverfront Coliseum, local onde aconteceu a tragédia. Crédito: Getty Images
Destroços no Riverfront Coliseum, local onde aconteceu a tragédia. Crédito: Getty Images

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest