The Who: ópera rock 'Lifehouse' finalmente será lançada, mas como uma graphic novel
Entretenimento

The Who: ópera rock 'Lifehouse' finalmente será lançada, mas como uma graphic novel

Fãs de rock clássico do mundo todo sempre se perguntaram: “e se 'Lifehouse', a outra ópera rock do Who, fosse lançada?”. A ficção científica composta por Pete Townshend estava programada para sair logo depois de "Tommy", de 1969, e ser adaptada para o cinema. Para tristeza de muitos, ela acabou indo para a gaveta e substituída por um álbum mais tradicional em 1971: “Who’s Next”, um clássico. Algumas das canções previstas para 'Lifehouse' acabaram indo para outros álbuns da banda, como “Who are you” de 1978, mas ficou por aí.

Townshend lançou sua própria versão do musical em 1999, mas o projeto foi altamente contestado por fãs da banda. Entretanto, esses debates podem acabar muito em breve: o compositor se uniu com a revista "Heavy Metal" para finalmente lançar “Lifehouse” como uma graphic novel.

Programada para julho de 2020, a edição de 150 páginas será escrita e ilustrada por James Harvey, ganhador do Eisner Award (uma espécie de “Oscar” das HQs). Ele adaptará a história diretamente do roteiro e músicas de Townshend. Canções como “Baba O’Riley”, “Behind Blue Eyes” e “Won’t Get Fooled Again” ganharão uma versão em quadrinhos.

Pete Townsend é um mestre da narrativa em artes musicais. Sua música mudou a maneira como o mundo via o rock’n’roll

“Uma graphic novel baseada no meu conceito inicial de 1970 para o projeto abandonado ‘Lifehouse’, do Who, talvez seja o desenvolvimento criativo mais animador da minha longa carreira”, disse Townshend. “’Lifehouse’ sempre teve uma história visual muito importante que nunca foi tocada”.

“Mesmo em 1971, quando ‘Lifehouse’ foi escrita, ela foi tratado como um roteiro de cinema, o que estava completamente além das minhas habilidades e além das possibilidades financeiras do Who”, continuou o compositor. “Se eu tivesse completado meus estudos artísticos ao invés de ter ficado com a banda, talvez eu tivesse feito minhas próprias graphic novels. Então estou animado, e com muita ansiedade, já que finalmente ‘Lifehouse’ vai acontecer visualmente, em parte ficção científica, em parte uma alegoria espiritual”, completou.

“A narrativa de Harvey, uma infusão de design gráfico com estilos japoneses, se encaixa perfeitamente naquilo que procurávamos”, diz o CEO da Heavy Metal Jeff Krelitz, complementando: “Pete Townsend é um mestre da narrativa em artes musicais. Sua música mudou a maneira como o mundo via o rock’n’roll. Depois de uma espera de 50 anos, a Heavy Metal está muito animada para ajudá-lo a por em prática sua visão com esta história atemporal”.

Aliás e a propósito, a música brasileira também tem álbuns perdidos ou nunca lançados, e o Reverb tem uma série de matérias falando sobre eles. Venha conhecer a discografia perdida da MPB.

Tags relacionadas:
EntretenimentoRockMusical

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest