Tipo Importação: anatolian rock, a fusão do folk turco com o rock inglês
Especial

Tipo Importação: anatolian rock, a fusão do folk turco com o rock inglês

A explosão do rock britânico nos anos 1960 chegou a todos os cantos do planeta, e é claro que a Turquia não ficaria de fora. Bandas como Beatles, Rolling Stones e Led Zeppelin foram gigantemente populares no país e influenciaram demais os jovens músicos que se reuniam nas garagens das casas dos pais para fazer um som e, quem sabe, alcançar o sucesso.

Só que em vez de simplesmente imitar os ídolos ingleses, eles acabaram criando algo novo: o anatolian rock, que traz na mesma medida o rock da ilha e o folk turco. Sim, porque na Turquia o folk é assunto muito sério.

O primeiro grande nome do anatolian rock foi Cem Karaca. Depois de passar por duas bandas de relativo sucesso local (Dynamites e Jaguars), ele decidiu se lançar em carreira solo em 1967. Não poderia ter tomado decisão melhor, pois se tornou um ídolo imediatamente. Até sua morte, em 2004, lançou 40 álbuns – e, até hoje, quando novas coletâneas são lançadas, as vendas são boas.

Ao lado de Karaca, a grande banda do início do movimento anatolian foi a Moğollar, formada em 1968. Depois de algumas trocas de músicos, em 1971 o primeiro álbum, “Anadolu Pop”, chegou às lojas da Turquia. A glória veio imediatamente e durou até 1976, com o lançamento de outros três discos. Mas os egos falaram mais alto e a banda se separou.

Foram necessários 18 anos de hiato para que os ânimos se acalmassem e a banda voltasse à ativa. Mas com tranquilidade: de 1994 a 2009 fizeram apenas cinco álbuns. E em 2010, com a morte do baterista Engin Yörükoğlu, a Moğollar encerrou as atividades de vez.

A psicodelia entra no anatolian rock

Entre o final dos anos 1960 e o começo dos 1970, o rock psicodélico inglês começou a fazer sucesso na Turquia – sendo Pink Floyd a grande banda responsável por isso. Esta influência logo se fez notar no anatolian rock, que se entendeu como um estilo aberto às mudanças dentro do gênero.

Quem pegou essa influência mais rapidamente foi Erkin Koray, que já vinha em uma carreira morna desde 1966 e conseguiu estourar em 1973 ao abraçar a psicodelia. Seu álbum de estreia levava seu nome e, depois dele, o trabalho do músico foi apresentado em mais seis discos. Em 1985, quando decidiu se aposentar e migrar para o Canadá, já era conhecido como Erkin Baba (Papai Erkin), tamanha sua importância para os músicos que foram surgindo depois.

O anatolian rock hoje

À medida que novos sons entram no rock inglês, o anatolian rock os incorpora. Depois de um período sem novidades que chamassem muito a atenção nos anos 1990, do começo dos anos 2000 para cá têm surgido muitas bandas de rock interessantes na Turquia. Três delas merecem destaque.

A primeira é a Mor Ve Ötesi (em português, "Violeta e Ultra", uma jogadinha com a palavra ultravioleta), que faz rock alternativo e já tem nove álbuns lançados. Em 2008, representou a Turquia no Eurovision, mas não se destacou tanto assim.

A outra é a Almora, que faz um metal sinfônico que mistura rock pesado, folk e orquestrações. Muito famosa na Turquia, a banda não conseguiu conquistar a Europa, mas sim... o Japão. Suas músicas são usadas em peças de teatro japonesas o tempo todo, e os shows costumam lotar por lá também. De 2002 até hoje, já são seis álbuns no portfólio.

Por fim, a mais famosa de todas atualmente é a maNga, banda de rap rock vencedora do prêmio de melhor artista europeu no EMA (European Music Awards) de 2009 e vice-campeã do Eurovision de 2010, com a música “We Could Be the Same”. A banda conseguiu um contrato bacana com a Sony BMG e tem cinco álbuns lançados, todos sempre nos primeiros lugares de vendas na Turquia e ganhadores de discos de ouro locais.

* Tipo Importação é um especial que, todo mês, vai apresentar o melhor da música de países não tão visados pelos brasileiros. Neste mês apresentaremos ritmos e artistas da Turquia.

Relacionados

Canais Especiais

Ícone do FacebookÍcone do TwitterÍcone do InstagramÍcone do YoutubeÍcone do DeezerÍcone do SpotifyÍcone do Pinterest